Olhar Jurídico

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Financeiro

Franquia da Chilli Beans em Cuiabá entra em recuperação e diz que “obras da copa” prejudicaram vendas

Da Redação - Lázaro Thor Borges

07 Mar 2017 - 16:28

Foto: Reprodução

Franquia da Chilli Beans em Cuiabá entra em recuperação e diz que “obras da copa” prejudicaram vendas
A empresa IMS Óculos e Assessórios Ltda., franquia da marca Chilli Beans em Cuiabá, entrou com pedido de recuperação judicial na Justiça em que culpa as obras da Copa do Mundo de 2014 como principal causa do endividamento da empresa. O pedido foi deferido e publicado no Diário de Justiça nesta segunda-feira (06).

Leia mais:
Estado pagará R$ 210 mil para família de PM torturado e morto em treinamento


Além da IMS, as empresas EJS Comércio de Veículos Ltda., Radar Soluções Empresariais Ltda. e Ivete Mandacari Silva & CIA Ltda. também tiveram o pedido acatado. Todas pertencentes ao mesmo grupo econômico. As empresas devem um total de R$9.086.439,19 a diversos credores.

A principal causa da dívida, segundo o pedido, seria por conta dos transtornos provocados pelas obras da Copa do Mundo realizada em 2014 em Cuiabá. “Devido a problemas com a infraestrutura referentes às reformas para Copa do Mundo ficou prejudicado o acesso às empresas pelos consumidores”, diz trecho da decisão.

Com a dificuldade de acesso, as empresas se viram obrigadas a procurar socorro em empréstimos financeiros, o que acabou resultando em dívidas com bancos, principais credores da franquia. Ao deferir o pedido de recuperação a juíza da Quarta Vara Cível de Cuiabá também determinou que a empresa apresente um plano de recuperação no prazo máximo de dois meses.

“Determino que a empresa devedora apresente ao Administrador Judicial as contas demonstrativas mensais (balancetes) enquanto perdurar a recuperação judicial, bem como permita o amplo e irrestrito acesso do administrador às instalações da empresa e a toda e qualquer documentação”, explicou a magistrada. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet