Olhar Jurídico

Terça-feira, 01 de dezembro de 2020

Notícias / Eleitoral

Contra candidatura, alegações finais do MP afirmam que Pátio diminuiu em nove vezes avaliação de bens

Da Redação - Arthur Santos da Silva

21 Out 2020 - 10:11

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Contra candidatura, alegações finais do MP afirmam que Pátio diminuiu em nove vezes avaliação de bens
A promotora Patrícia Eleutério Campos Dower, membro do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), apresentou alegações finais requerendo o indeferimento do pedido de candidatura do atual prefeito de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), José Carlos Junqueira, o Zé do Pátio (SD). Parecer é desta quarta-feira (21).

Leia também 
Presidente da OAB-MT critica defensores do fim do Exame de Ordem

 
Há problemas no conteúdo da declaração de bens. Segundo o Ministério Público, Zé do Pátio apresentou imóveis com valores mais de nove vezes menores do que os reais. Como exemplo, área de 7.200m² no Parque Industrial Vetorasso foi avaliada na declaração em apenas R$ 17,6 mil.
 
Segundo perícia apresentada pelo órgão ministerial, o real valor da área alcança R$ 870 mil. Uma casa avaliada na declaração de bens em R$ 31 mil recebeu avaliação dos peritos em aproximadamente R$ 500 mil. A suposta omissão supera R$ 1,5 milhão.
 
“A situação se agrava sobremaneira quando se vislumbra que o impugnado vem se apresentando em propaganda eleitoral como pessoa de parcos recursos, de vida simples, a fim de angariar a simpatia do eleitor, pelo que a omissão do valor real dos bens tem potencial para incutir falsamente no imaginário do eleitor que tais afirmativas correspondem à realidade, influenciando no resultado do pleito”, afirmou a promotora.
 
Ainda segundo o Ministério Público, a omissão pode desencadear potencial para afetar o equilíbrio do pleito com informações inverídicas. A impugnação ainda aguarda julgamento na 46ª Zona Eleitoral de Rondonópolis.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet