Olhar Jurídico

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Notícias | Agrário

23 em cada mil

Produtores de soja lideram recuperações judiciais em Mato Grosso

Foto: Canva

Produtores de soja lideram recuperações judiciais em Mato Grosso
Mato Grosso é o 5º estado no ranking de empresas ativas em Recuperação Judicial (RJ) no primeiro semestre deste ano. Ao todo, 3,42 a cada mil empresas de pequeno, médio e grande porte do estado estão em recuperação. Outro dado que chama a atenção é com relação aos produtores e empresas que cultivam soja, 23 a cada mil estão em recuperação judicial no estado, configurando como principal atividade em recuperação


Leia mais
Juiz revê decisão e impede Recuperação Judicial de grupo que alegou dívidas de quase R$ 1 bilhão

Os dados estão no  Monitor RGF de Recuperação Judicial no Brasil, plataforma que reúne dados sobre a saúde dos setores da economia brasileira a partir da quantidade de companhias em Recuperação Judicial. De acordo com a plataforma, 3.823, de um total de 2,1 milhões de empresas estavam em recuperação judicial no primeiro semestre no Brasil, uma média de 1,80, índice bem abaixo da média mato-grossense.

Entre os motivos que colocam Mato Grosso em posição de destaque está a reforma da Lei de Recuperação e Falência, que permitiu a entrada de produtores rurais no rol de empresas em recuperação.

A advogada especialista em recuperação judicial, Bárbara Brunetto, explica que a modernização da lei de Recuperação, que permitiu a inclusão dos produtores rurais, e o atendimento agilizado por meio da Vara Especializada estão ajudando a evitar que muitas empresas e produtores rurais encerrem suas atividades e percam seu patrimônio.

"A Lei de Recuperação tem como principal objetivo garantir a continuidade dos negócios e, assim, o cumprimento da função social de toda atividade econômica, que é gerar empregos e renda. Ao permitir que os produtores rurais entrem em recuperação, a Justiça assegura o direito de acesso ao trabalho, uma vez que a atividade é, por muitas vezes, a única alternativa de renda da família", afirma Brunetto.

Segundo o levantamento, o Centro Oeste é a região com maior número, proporcionalmente analisando, de empresas em recuperação judicial. São 3,12 para mil empresas em atividade. Vale destacar que foram desconsiderados os dados relativos à categoria Microempreendedor Individual (MEI). À frente de Mato Grosso está Goiás, com uma média de 5,34 empresas em recuperação a cada grupo de mil.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet