Olhar Jurídico

Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Notícias | Criminal

FACADAS EM VG

Juiz mantém preso filho acusado de assassinar a mãe durante discussão sobre drogas

02 Ago 2022 - 19:46

Da Redação - Ulisses Lalio e Arthur Santos da Silva

Juiz mantém preso filho acusado de assassinar a mãe durante discussão sobre drogas
Vitor Hugo da Silva, de 18 anos, teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva. O adolescente é acusado de matar a mãe, em Várzea Grande, com várias facadas no bairro Parque Paiaguás, na madrugada de segunda-feira (1º). A decisão foi do Jorge Luiz Tadeu Rodrigues da Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher.

Leia mais:
Enfermeira do HMC é brutalmente assassinada a facadas e filho preso por suspeita do crime

O jovem é acusado de assassinar a enfermeira Fabiana Maria Amaro da Silva, de 39 anos. De acordo com as investigações da Polícia Cívil, a mulher foi morta pelo filho ao discutir com o jovem sobre o uso de entorpecentes.

A prisão em flagrante só é a prisão decretada durante o ato do crime, ou logo após o ocorrido e só podem manter o suspeito preso pelo prazo de 24 horas. Já a prisão preventiva, é utilizada tanto durante as investigações quanto no decorrer da ação penal, quando surgem provas que liguem o suspeito ao crime e pode manter o suspeito sob custódia de quatro meses a um ano e seis meses.

Para a polícia, Victor Hugo disse que ele estava tomando cerveja em frente a sua casa, com vizinhos e, quando todos foram dormir, ele resolveu dar uma volta no quarteirão. Foi quando ele teria visto uma pessoa, que teria arrombado a porta da residência e assassinado Fabiana.

Contudo o delegado Hércules desconfiou da versão do filho, pois a porta não havia sinais de arrombamento e que parecia mais uma alegação para tentar se eximir do crime praticado.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet