Olhar Jurídico

Sábado, 26 de setembro de 2020

Notícias / Civil

Juíza marca audiência de conciliação em ação de Popó Pinheiro contra dono de peixaria

Da Redação - Arthur Santos da Silva

09 Set 2020 - 15:35

Foto: Reprodução

Juíza marca audiência de conciliação em ação de Popó Pinheiro contra dono de peixaria
A juíza Olinda de Quadros Castrillon, da 11ª Vara Cível de Cuiabá, designo audiência de conciliação para o dia 14 de outubro em ação proposta por Popó Pinheiro, irmão do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), contra o empresário Lélis Fonseca, proprietário da Lélis Peixaria.

Leia também 
MPF ajuíza ação por construções irregulares em área de preservação na margem do Rio Paraguai

 
Segundo apurado pelo Olhar Jurídico, a ação pede indenização de até R$ 50 mil. Lélis foi filmado e visível estado de alteração durante fiscalização realizada pela Secretaria de Ordem Pública de Cuiabá no dia 14 de agosto.
 
A peixaria foi notificada pela Prefeitura de Cuiabá por estar usando mesas nas calçadas e não possuir termo de permissão para uso da via pública com fim comercial.

No dia seguinte ao episódio, o empresário concedeu entrevista ao site MídiaNews acusando Popó de ter interferido na fiscalização em consequência de uma incompatibilidade política.
 
“Foi uma perseguição política por parte do Popó [Marco Polo, irmão de Emanuel Pinheiro], porque eu já fiz parte do grupo de whats dele e por não concordar com as ideias, eu me retirei. Fiz algumas críticas ao grupo, que é extremamente político. E aí acontece isso comigo e eu fiquei extremamente chateado, mas vida que segue”, disse Lélis ao MídiaNews.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet