Olhar Jurídico

Segunda-feira, 22 de abril de 2019

Notícias / Civil

​Justiça suspende show de dupla nacional por falta de vistoria dos bombeiros

Da Redação - Vinicius Mendes

28 Dez 2018 - 16:00

Foto: Reprodução

​Justiça suspende show de dupla nacional por falta de vistoria dos bombeiros
A Justiça acolheu pedido liminar efetuado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e determinou a suspensão da realização do evento “Confresa Country Show”, que ocorreria na noite desta sexta-feira (28), no município de Confresa, com apresentação musical da dupla Humberto e Ronaldo.
 
A realização do show somente poderá ocorrer caso os organizadores consigam comprovar a adoção das medidas necessárias para a segurança dos participantes, como a vistoria do Corpo de Bombeiros. A decisão foi proferida ontem pelo juiz Thalles Nóbrega Miranda Rezende de Britto.
 
Leia mais:
Bombeiros fiscalizam Rock Arena e portões são liberados com mais de uma hora de atraso para início dos shows
 
“Os organizadores não cumpriram os requisitos mínimos legais para a realização do evento, não compete aos órgãos públicos assistir passivamente, toda a irresponsabilidade, ainda que a medida seja impopular ou antipática a todas as pessoas que adquiriram os ingressos e pretendem participar do show”, ressaltou o magistrado.
 
Segundo o promotor de Justiça Marcelo Rodrigues Silva, os responsáveis pelo evento não requereram a realização de vistoria do Corpo de Bombeiros no local da realização do show e nem sequer obtiveram alvará judicial da Vara da Infância e Juventude para a realização do evento.
 
“Não há dúvidas dos riscos decorrentes do evento, uma vez que não foram tomadas as cautelas necessárias para sua organização e execução. Sabe-se que nos locais em que existe aglomeração de pessoas, há grande possibilidade de tumulto e agressões”, destacou o promotor de Justiça.
 
Além de suspender a realização do show até que as medidas de segurança sejam atendidas, o Poder Judiciário proibiu a permanência de crianças e adolescentes no local, sob pena de pagamento de multa de um milhão de reais.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet