Olhar Jurídico

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Notícias | Política de Classe

CONTRA REELEIÇÃO

Pio afirma que candidaturas da situação revelam racha na OAB: “O continuísmo traz as maiores mazelas ”

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Pio afirma que candidaturas da situação revelam racha na OAB: “O continuísmo traz as maiores mazelas ”
O candidato a presidente da OAB/MT (Ordem do Advogados do Brasil), Pio da Silva, afirmou em entrevista ao Olhar Jurídico que as três candidaturas da situação revelam um racha dentro da entidade. Para ele, há uma briga apenas pelo poder e não se pensa em todos os advogados: “O continuísmo traz as maiores mazelas possíveis”. Um dos principais desejos do postulante a presidência é acabar com a reeleição e “trazer riquezas para todos os 20 mil advogados”.


Leia mais:
Pio vai à OAB entregar abaixo-assinado pedindo mudanças nas eleições da Ordem

“A situação, durante 21 anos de continuísmo, inchou-se tanto que chegou a um ponto em que há uma briga de poder entre eles. Aconteceu tanta divergência que eles racharam-se em um tripé (são três candidatos da situação). Ficou evidente também que o atual presidente da Ordem não deseja ver o Leonardo Capataz na presidência. Ele não concorda com o modo de gestão dele na caixa de assistência”, disse Pio da Silva.

Pio acredita ainda que é preciso advogar a favor de todos: “Nós estamos vendo todas as mazelas do continuísmo. O presidente, ao declarar apoio à candidata Claudia, afirma que o fez por conta das propostas, mas não foi capaz de enumerar nenhuma. Temos as melhores propostas que vão trazer riquezas a todos os 20 mil advogados. Hoje, quem está no poder vem administrando somente para 200 advogados”.

O candidato ainda acrescenta que o objetivo da candidatura é devolver a entidade à todos que fazem parte dela. Ele ainda acredita que há uma disputa pelo poder entre os outros cândidos e que não existe qualquer debate quanto as propostas que venham beneficiar os advogados: “Quero renovar valores e resgatar compromissos. As pessoas que estão lá hoje, não tem mais interesse coletivo, agem apenas em benefício próprio. Estou trabalhando na agregação da oposição. Tenho conversado com todos os candidatos e as pessoas mais influentes da nossa Ordem”.

“O Capataz está batendo de frente em Maurício Aude falando aquilo que sempre falei. O lado social da OAB foi omisso a tudo. Atuou de forma muito tímida perante as obras da Copa do Mundo. Nossa entidade não cumpriu com os seus deveres por conta do atrelamento político da Ordem com a gestão do ex-governador, Silval Barbosa (PMDB)”, revelou Pio da Silva.

O candidato lembrou ainda que visitou algumas cidades do interior: “O sentimento no interior é de um verdadeiro abandono. Todos criticam que a nossa entidade não faz nada em prol dos advogados. Temos que fazer mudanças, renovar. Somos contra a reeleição, devido as mazelas que ela apresenta. No Rio Grande do Sul, o governador pode fazer o melhor governo, mas eles não reelegem. Virou uma cultura. O tesoureiro da Ordem está lá há nove anos”.

Pio ainda classificou a sede da Ordem dos Advogados em Cuiabá como um elefante branco: “São 21 anos de poder, sete mandatos. O continuísmo traz as maiores mazelas possíveis, tanto na entidade de classe, como na política tradicional. Todo mundo está cansado desta administração. A nossa sede da OAB virou um elefante branco, são quatro portas e apenas uma aberta, não tem ninguém para recepcionar. Nossa vontade é devolver a nossa própria casa a todos os advogados”

Transparência

“Hoje, os candidatos gastam de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões nas campanhas. Não temos prestações de contas e um dos meus pedidos é este. Precisamos fazer um acordo também para que não tenha boca de urna. Pau que bate em Chico, também tem de bater em Francisco. Como podemos pedir transparência, se na nossa própria casa fazemos diferente?”, indagou.

Descentralização

“Hoje, manda-se um valor fixo para cada subseção. A nossa proposta é pegar, por exemplo, Rondonópolis e mandar 30% do arrecadado lá cair automaticamente na conta da subseção. Assim, poderemos ter uma melhora desta sede. Queremos uma descentralização para que nossas casas no interior caminhem com as próprias pernas”, finalizou Pio da Silva.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet