Olhar Jurídico

Quinta-feira, 23 de maio de 2024

Notícias | Eleitoral

'VG tá que tá'

Justiça Eleitoral derruba vídeo de Kalil por propaganda antecipada nas redes sociais

Justiça Eleitoral derruba vídeo de Kalil por propaganda antecipada nas redes sociais
O juiz Luis Otavio Pereira Marques, em atuação na Justiça Eleitoral de Várzea Grande, determinou que o prefeito do município, Kalil Baracat (MDB), remova, em 24 horas, publicações com propaganda eleitoral antecipada. Ação foi proposta pelo Partido Liberal, sigla que promete entrar na disputa pela vaga no Executivo. Kalil é cotado para buscar a reeleição em 2024.


Leia também 
Juiz cita irresponsabilidade de Bolsonaro e manda pré-candidata de Sinop apagar posts de carreata com ex-presidente

 
PL aponta que o representado divulgou em seu perfil no Instagram e Facebook, no dia 8 de maio, vídeo “travestido de propaganda partidária que revela-se propaganda eleitoral antecipada com pedido de voto utilizando-se de ‘magic words’ que comprometem a lisura do pleito eleitoral”.
 
No vídeo em exame, segundo os autos, há o uso de expressões como "Várzea Grande tá que tá! Tá melhor e vai melhorar ainda mais!". Também: “vamos trabalhar ainda mais pela nossa cidade".
 
Segundo o magistrado, “não restam dúvidas que estão sendo utilizados artifícios para incutir no eleitor que a atual administração é a mais apta para dar continuidade a melhorias na cidade de Várzea Grande”.
 
“Isto posto, atendidos os requisitos legais e nos termos do art. 300 do CPC, defiro a tutela de urgência”, decidiu Luis Otavio Pereira Marques. Kalil deve apagar as postagens no prazo de 24 horas, sob pena de multa de R$ 5 mil.
 
A empresa Meta, responsável pelo Facebook e pelo Instagram, também foi notificada a apagar postagens, sob pena de multa estabelecida em R$ 25 mil.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet