Olhar Jurídico

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Notícias | Criminal

OPERAÇÃO DESCOBRIMENTO

Lobista pede histórico de aeronave apreendida com 175 quilos de cocaína em Portugal

Foto: Reprodução

Lobista pede histórico de aeronave apreendida com 175 quilos de cocaína em Portugal
O juiz Fábio Moreira Ramiro, da 2ª Vara Federal Criminal de Salvador, atendeu pedido feito pelo lobista Rowles Magalhães, alvo da Operação Descobrimento, e determinou a disponibilização do histórico da Aeronave matrícula PPSDW, entre junho e 2020 e fevereiro de 2021. O avião teria sido usado para transportar o 175 kg de cocaína, em 8 malas, de Brasil para Portugal.


Leia mais
PGR afirma que Malouf não pagou R$225 mil e pede rescisão de acordo de colaboração premiada

 Durante audiência realizada no último dia 2, o lobista requereu a disponibilização das informações com o histórico de entrada e saída da Aeronave matrícula PPSDW no período das investigações que desencadearam a operação, precisamente entre 01 de junho de 2020 a 28 de fevereiro 2021.

O juiz Fábio Ramiro, então, deferiu o pedido feito por Rowles e determinou a continuidade da instrução processual para o dia 21 de maio, às 13h30, para inquirir testemunhas, inclusive as arroladas pelo ex-secretário de Mato Grosso, Nilton Borgato.

Em abril de 2022, a Polícia Federal (PF) revelou que o ex-secretário da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Nilton Borges Borgato e o advogado Rowles Magalhães, seriam os responsáveis pelo esquema de transporte internacional de drogas alvo da Operação Descobrimento. A organização criminosa já teria realizado cerca de cinco viagens com carregamento de cocaína. 

Ao longo das investigações, que iniciaram em fevereiro de 2021, a PF descobriu que Rowles é um dos líderes da organização criminosa. Ex-assessor do Governo de Mato Grosso durante gestão Silva Barbosa, ele foi preso em São Paulo, em decorrência de um mandado de prisão preventiva. Durante as buscas, os agentes encontraram artigos de luxo como relógios e bolsas, além de uma quantia em euro no imóvel do lobista.

Já o ex-secretário foi preso em seu apartamento em Cuiabá, local onde os policiais federais localizaram pedras de diamante, dólares e cerca de R$ 30 mil em espécie, que estavam escondidos embaixo do colchão. Borgato deixou o cargo no Governo do Estado para disputar as eleições.

As investigações começaram quando um jato executivo Dassault Falcon 900, pertencente a uma empresa portuguesa de táxi aéreo, pousou no aeroporto internacional de Salvador/BA para abastecimento.

Após ser inspecionado, foram encontrados cerca de 595 kg de cocaína escondidos na fuselagem da aeronave. A droga estava escondida em aeronave de uma empresa privada de aviação, que o advogado Rowles seria sócio.

Já a aeronave de matrícula PPSDW foi flagrada por autoridades portuguesas em 1º de outubro de 2020, no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa, transportando 175 kg de cocaína em 8 malas.

A partir da apreensão, a Polícia Federal conseguiu identificar a estrutura da organização criminosa atuante nos dois países, composta por fornecedores de cocaína, mecânicos de aviação e auxiliares (responsáveis pela abertura da fuselagem da aeronave para acondicionar o entorpecente), transportadores (responsáveis pelo voo) e doleiros (responsáveis pela movimentação financeira do grupo).  
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet