Olhar Jurídico

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Notícias | Criminal

PROMOTOR É CONTRA

Carlinhos Bezerra acha que está acima da lei e usa influência para tentar cumprir prisão em domicílio, diz MP

Foto: Reprodução

Carlinhos Bezerra acha que está acima da lei e usa influência para tentar cumprir prisão em domicílio, diz MP
Em nova tentativa de usar a influência da família Bezerra para escapar das responsabilidades de ter matado sua ex-companheira, Thays Machado e o então namorado dela, Willian Moreno, em 2023, Carlos Alberto Gomes Bezerra, filho do cacique do MDB, Carlos Bezerra, apresentou mais um pedido à Justiça visando sair da Penitenciária Ahgamenon Lemos Dantes, em Várzea Grande, onde está detido enquanto aguarda ser submetido ao júri popular pelo duplo homicídio.


Leia mais
Tribunal de Justiça mantém Carlinhos Bezerra preso por execução de casal em Cuiabá

 Para o promotor Jaime Romaquelli, o novo requerimento deve ser indeferido. Carlinhos alega que precisa se recuperar de procedimento pós-operatório em casa, o que para o membro do Ministério Público não passa de mais uma investida para que fique solto, como se nada tivesse acontecido, como se acreditasse estar acima da lei.
 
O novo pedido foi ajuizado pela defesa de Carlinhos apenas 5 dias depois que o Tribunal de Justiça proferiu decisão colegiada, no dia 17 de abril, que o manteve preso. Os magistrados negaram mais um habeas corpus impetrado com base nas mesmas alegações: debilidade de saúde e necessidade de tratamento em casa.
 
Segundo Romaquelli pontuou na manifestação, Carlinhos tenta se aproveitar de agravo que interpôs no Superior Tribunal de Justiça, que demanda tempo para julgamento, para, enquanto isso, criar meios para cumprir a segregação em casa, sob pretexto de que a penitenciária não teria estrutura para isso.
 
Os defensores do filho do cacique emedebista apresentaram no novo pleito relatório médico emitido pela empresa Vida Mental Perícias, de São Paulo. Ocorre que o médico que o subscreveu não é isento ou confiável, uma vez que já apresentou outros laudos que serviram apenas como suporte para advogar pela liberdade do réu, “a qualquer custo”, escreveu Romaquelli.
 
Na peça, o promotor lembrou que dias após o duplo homicídio, ao ser interrogado, Carlinhos justificou que cometeu os assassinatos porque lhe faltou inteligência emocional, pois sofre de diabetes e a doença, em estágio de neuropatia, teria lhe causado descompensa emocional.
 
Acontece que, após ter sido colocado em liberdade provisória mediante cautelares, em novembro do ano passado, o algoz descumpriu as medidas impostas pela justiça e seu quadro de saúde, ao contrário do que é insistentemente alegado, não é de extrema debilidade.
 
Em pelo menos cinco ocasiões ele foi flagrado indo a locais que a Justiça não autorizou, violando os limites da tornozeleira eletrônica. Além disso, em uma dessas “andanças” proibidas, foi visto fazendo compras em um supermercado da capital ladeado por seguranças armados.
 
Para o promotor, tais investidas da defesa não passam de artifícios para que ele se exima da responsabilidade por ter matado, friamente, duas pessoas, em plena luz do dia.
 
Diante disso, Romaquelli apresentou os requerimentos contrários ao juízo: que Carlinhos seja submetido a atendimento no departamento médico dentro do presídio em que se encontra, para que seja realizada avaliação isenta sobre a necessidade das cirurgias mencionadas (facetomia/cataratas e exérese de varizes em membros inferiores).
 
Além disso, caso seja necessária a execução de tais procedimentos fora do cárcere, que Carlinhos seja escoltado deixando os agendamentos e datas de deslocamento a serem feitos pelo sistema prisional, para realização dos exames prévios e das cirurgias propriamente ditas.
 
Sobre a pretensão de se recuperar no pós-operatório em domicílio, Romaquelli pontuou “veementemente” pelo indeferimento do pleito, já que isso representa mais uma investida “escandalosa” de manter o réu em liberdade, uma vez que a recuperação de cirurgias deste porte ocorre com repouso de uma semana, sem necessidade de ir para casa.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet