Olhar Jurídico

Domingo, 14 de abril de 2024

Notícias | Civil

CONFIRA

Grupo de madeireiras entra em recuperação judicial por dívidas de R$ 88 milhões e publica lista de credores

Foto: Reprodução / Ilustração

Grupo de madeireiras entra em recuperação judicial por dívidas de R$ 88 milhões e publica lista de credores
Após declarar dívidas de R$ 88 milhões, grupo de produtores rurais que atuam no plantio de culturas, criação de gado e comércio de madeira, nos municípios de Alta Floresta, Apiacás e Novo Progresso entrou em recuperação judicial, por decisão da juíza Giovana Pasqual de Mello, da 4ª Vara Cível de Sinop.

Leia mais
Por dívidas de R$ 47 milhões, mais um grupo familiar do agro em MT entra em recuperação judicial


No dia 3 de março, por intermédio do advogado Marco Aurélio Mestre Medeiros, Elaine Alessandra Pinheiro, Prime Woods Comércio de Madeira Ltda e Madeirão Comércio e Beneficiamento de Madeiras Eireli – EPP ajuizou o pedido de recuperação.

No dia 25 a Justiça emitiu intimação sobre o deferimento da medida e oficiou os credores com a publicação da respectiva lista. Dentre as maiores dívidas destacam-se os R$ 22 milhões com o Banco do Brasil, R$ 11.827.882,26 junto à Três Tentos Agroindustrial S.A., os R$ 3 milhões junto à Fiagrill S.A. e os R$ 6,2 milhões com o Banco Itaú. Veja a relação completa do passivo ao final da matéria.

Ao fazer o pedido à Justiça, o grupo revelou os motivos de sua crise financeira, provenientes do acúmulo de dívidas em razão de empréstimos, somados à crise da Covid-19 e a instabilidade do cenário econômico a nível mundial.

Apontou que cumpre os requisitos necessários para o processamento da recuperação, ressaltando que tem condições de soerguimento e manutenção da fonte produtiva. Com isso, pediram o deferimento da recuperação, que foi atendido pela magistrada no último dia 18.

RELAÇÃO DE CREDORES CLASSE I - TRABALHISTA: 

FRANCOAR GUIMARÃES DA COSTA, R$ 4.305,56;
VICTOR GABRIEL DA ROSA, R$ 3.450,00;
RAFAEL SCHULZ DOS SANTOS, R$ 6.027,78;
LUIS CLAUDIO CAMARGO DE LARA, R$ 972,22;
MATEUS HENRIQUE QUADROS DE LARA, R$ 388,89;
JOSÉ MARIA DE CAMPOS, R$ 5.183,89;
REGINA RIBEIRO DOS SANTOS, R$ 3.444,44;
REINALDO LIESEMBERG, R$ 2.759,17;
CÉLIO MARIA VARGAS, R$ 6.544,44;
ERIK MARIANO DA SILVA, R$ 1.950,00;
JHONNY CASTANHA DREHER, R$ 1.950,00;
RIQUELME PINHEIRO GUTH, R$ 1.950,00;
KATIA DOS SANTOS OLIVEIRA, R$ 1.540,00;
ADMILSON OLIVEIRA MARTINS, R$ 3.013,88;
ALEX SANDRO SOUZA SILVA, R$ 5.610,78;
ANTONIO BARBOSA DE ALMEIDA, R$ 5.610,78;
ANTONIO CLEUDE LARANJEIRA, R$ 4.843,00;
DIOGENES DA SILVA BASTOS, R$ 7.760,30;
ELVIS MOREIRA, R$ 1.628,94
FRANCISCO RODRIGUES PESSOA, R$ 2.714,89;
FRANCISCO SOARES DUARTE, R$ 7.269,75;
GERALDO BORGES DE SOUZA, R$ 5.610,78;
JESSICA CARLINE LIARTE BUENO, R$ 5.610,78;
JORGE GOMES DA SILVA, R$ 7.417,61;
JOSÉ BATISTA DE LIMA JUNIOR, R$ 7.760,30;
JOSÉ LUIZ DA SILVA NETO, R$ 4.843,22;
LEANDRO ALVES HAGDON R$ 7.974,72;
LEANDRO MARCOS DA SILVA, R$ 3.438,86;
MARCOS ANTONIO DA SILVA SOUSA, R$ 4.524,82;
MARCOS GONÇALVES DOS SANTOS, R$ 4.530,75;
MARCOS OLIVEIRA, R$ 2.615,58;
MATEUS BARBOZA, R$ 4.843,22;
MICHAEL JAMESON DE SOUZA QUEIROZ, R$ 3.027,01;
RAIMUNDO PEREIRA DOS SANTOS, R$ 1.718,56;
RAMON RAQUEL FARIAS DE SOUSA, R$ 4.010,43;
ROGELIO LAUVERS R$ 5.610,78;
RUBENS FELIX ARANTES, R$ 1.918,03;
SERGIO DE SOUZA FERREIRA, R$ 5.979,56;
SIDINEI JORGE CARRION, R$ 4.843,22;
VALDEVIR ROCHA DE LIMA, R$ 3.905,82;
WILLIAN CICERO DA SILVA, R$ 2.843,28;
HEVELYN LOPES BORGES, R$ 350,00; 
CREDORES DA CLASSE II GARANTIA REAL:
EDUARDO ALVES MARÇAL, R$ 1.500.000,00;
HUGO ROGER DE SOUZA ALMEIDA, R$ 994.816,91;
REGINALDO CARLOS DUENHA, R$ 1.002.516,00; 

CREDORES DA CLASSE III QUIROGRAFÁRIA:
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, R$ 4.215.200,00;
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, R$ 4.969.950,00;
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, R$ 4.877.725,00;
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, R$ 384.000,00;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 1.397.700,00;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 2.000.000,00;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 4.300.000,00;
BANCO DA AMAZONIAR$ 543.875,00;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 560.000,00;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 939.601,74;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.270.335,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.398.424,25;
CNH, R$ 1.170.000,00; CNH, R$ 567.600,00;
CNH, R$ 578.000,00; CNH, R$ 2.532.000,00
BANCO ITAÚ, R$ 6.200.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 2.999.011,72;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 2.199.920,15;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 2.717.290,74;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.534.460,90;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 239.375,57;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 2.002.542,70;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 2.000.000,00;
BANCO DA AMAZONIA R$ 845.420,03;
BANCO DA AMAZONIA, R$ 752.830,64;
FIAGRILL S.A, R$ 3.779.572,73; FIAGRILL S.A, R$ 2.861.250,00;
FABIANI AGRÍCOLA, R$ 170.000,00;
BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A R$ 1.413.000,00;
AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS R$ 1.762.639,20;
TRÊS TENTOS AGROINDUSTRIAL S.A, , R$ 446.376,00;
TRÊS TENTOS AGROINDUSTRIAL S.A, R$ 11.827.882,26;
BANCO DE LAGE LANDEN BRASIL S.A, R$ 94.500,00;
MARÇAL ADVOCACIA E CONSULTORIA EMPRESARIAL, R$ 1.800.000,00; BANCO DO BRASIL S.A, R$ 15.000,00;
BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A, R$ 127.500,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 300.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 782.444,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 15.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 150.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 150.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.000.000,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.435.500,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 959.780,25;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 641.025,00;
BANCO DO BRASIL S.A, R$ 1.336.500,00;
EXTREMA AGRO COMÉRCIO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS, R$ 17.100,00;
EXTREMA AGRO COMÉRCIO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS, R$ 3.990,00;
AGRO RURAL DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS, R$ 143.640,00; 
 
CREDORES DA CLASSE IV ME EPP: 
AUTO MULTIPEÇAS LTDA ME, R$ 450,00;
PAULINO & ZANCO LTDA EPP, R$ 1.950,00;
CASAGRANDE DERIVADOS DE PETROLEO LTDA ME, R$ 850,00;
JOÃO Z. LERNER ME, R$ 553,00; 
 
CREDORES EXTRACONCURSAIS: MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA, R$ 2.000,00;
PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL PFN MT, R$ 37.468,15;
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet