Olhar Jurídico

Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Notícias | Criminal

defende alvos da Operação Mahyas

Juíza determina que OAB tome providências contra advogado que lhe afrontou e tumultuou audiência

Foto: TJMT

Juíza determina que OAB tome providências contra advogado que lhe afrontou e tumultuou audiência
Em decisão publicada nesta sexta-feira (18), a juíza Ana Cristina Mendes determinou que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) tome providências em relação ao advogado Rinaldo Freitas Vieira, por ele ter sido afrontoso contra ela e tumultuado uma audiência “sem qualquer coerência e conhecimento das leis”, asseverou a magistrada.

Leia mais: 
Justiça atende defesa e suspende processo de cassação contra vereadora Edna Sampaio
 
O caso ocorreu durante audiência para ouvir seu cliente, réu na Operação Mahyas, deflagrada para investigar organização que teria causado um prejuízo de mais de R$ 3 milhões às vítimas.

Conforme Ana Cristina, o defensor atuou sem conhecimento jurídico ao defende-lo, e que teria lhe afrontado, “num visível teste de paciência”, lamentou a magistrada que, diante disso, determinou que a OAB avalie tecnicamente o advogado por meio da gravação da audiência, citando que ele ainda teria tumultuado a sessão sem “qualquer conhecimento das leis”.

No dia 31 de agosto nova instrução e julgamento foi desginada pela juíza da sétima vara criminal, para ouvir acusados e testemunhas que ainda não foram citadas. Segundo as investigações da Mahyas, os suspeitos da organização sequestravam moradores e funcionários de fazendas, mantendo-os em cárcere para roubarem os animais.

Eles saíam das propriedades somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido. Em alguns casos, segundo a polícia, os criminosos permaneceram mais de dois dias nesses locais e obrigavam funcionários a preparar as refeições para eles.

No total, foram 24 mandados de prisão preventiva, 19 mandados de busca e apreensão, sete sequestros de veículos e três suspensões de atividades comerciais em açougues que vendiam carnes de animais de abatedouros clandestinos.

Os alvos da operação estavam em cidades como Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet