Olhar Jurídico

Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Notícias | Eleitoral

sem provas

Magistrado homologa arquivamento de inquérito contra Nininho sobre caixa 2 e compra de votos

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Magistrado homologa arquivamento de inquérito contra Nininho sobre caixa 2 e compra de votos
O juiz Francisco Alexandre Ferreira Mendes Neto, da 51ª Zona Eleitoral, homologou arquivamento de inquérito policial em face do deputado Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), investigado por suposto caixa 2 e compra de votos durante as Eleições 2018. Decisão foi publicada no dia 10 de outubro. 

Leia também 
Checagem: é mentira que igreja católica em MT tenha sido fechada pela Justiça Eleitoral

 
 O mesmo inquérito investigou ainda Tscharles Franciel Tscha, Olindeval Soares dos Santos, Renato Villaça Epaminondas e Ariadne Christini Silva Dias, os quais, segundo acusação inicial, seriam os responsáveis por intermediar a distribuição dos recursos financeiros de forma clandestina.
 
Conforme os autos, mesmo após as várias diligências realizadas, a Polícia Judiciária não conseguiu colher elementos probatórios concretos ou dados consistentes dos quais se pudessem extrair indícios materialidade e de autoria, motivo pelo qual sugeriu ao órgão ministerial o arquivamento do feito.
 
O Ministério Público Eleitoral, analisando o caso, também não vislumbrou qualquer elemento mínimo que pudesse dar justa causa para a continuidade das investigações, razão pela qual, entendeu pelo arquivamento do presente inquérito policial, requerendo a homologação judicial para os efeitos legais.
 
“Desse modo, diante da ausência de elementos a dar justa causa para a persecução penal, homologo a promoção de arquivamento”, decidiu Francisco Alexandre Ferreira Mendes Neto.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet