Olhar Jurídico

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Notícias | Eleitoral

Justiça Eleitoral

Justiça determina que Galvan retire propaganda sobre suposto apoio de Bolsonaro

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Justiça determina que Galvan retire propaganda sobre suposto apoio de Bolsonaro
O juiz Sebastião de Arruda Almeida, em atuação na Justiça Eleitoral, determinou nesta quarta-feira, 14, que o candidato Antônio Galvan, do PTB, deixe de usar a imagem do presidente Jair Bolsonaro (PL) em sua propaganda eleitoral e nas inserções de rádio e televisão e também nas redes sociais. Galvan utiliza trucagem e de artefatos de montagem para vender a ideia de que tem o apoio do presidente. 


Leia também 
MPF apresenta recurso contra decisão que registrou candidatura de Neri Geller


O que se verifica, na verdade, segundo o magistrado, é que Antônio Galvan e o presidente da República “apenas comungam da mesma ideia acerca do porte de armas”, mas que a montagem desvirtua o que prevê a legislação”.  O artigo 74 da Resolução 23.610/2019, estabelece que são vedadas montagens, trucagens, computação gráfica, desenhos animados e efeitos especiais.

Galvan utiliza desse “expediente ilícito”, segundo representação da coligação “Mato Grosso Avançando, Sua Vida Melhorando”, usando a figura do presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, para criar um estado mental ao eleitor, bem como deixa de identificar as inserções na devida forma legal.

O suposto apoio utilizado por Galvan na propaganda também se revela descontextualizado, vez que a fala do presidente Bolsonaro teria se dado em outro momento e contexto, e não de apoio à sua candidatura. As emissoras de rádio e televisão já foram orientadas a não veicularem a propaganda julgada irregular. 

Candidato do PL a presidente, Bolsonaro já declarou que apoia o candidato do seu partido, Wellington Fagundes, que disputa a reeleição. Além do apoio, o parlamentar vem mostrando aos eleitores declarações do presidente sobre quem, de fato, melhor representa os interesses da população de Mato Grosso.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet