Olhar Jurídico

Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Notícias | Eleitoral

vereador em Cuiabá

Conclusão de julgamento livra Sargento Vidal de suposta infidelidade partidária

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Conclusão de julgamento livra Sargento Vidal de suposta infidelidade partidária
Tribunal Regional Eleitoral (TREMT) julgou improcedente ação ajuizada pela Direção Estadual do PROS em desfavor do Sargento Vidal, vereador em Cuiabá, que apontava suposta infidelidade partidária. Com a decisão, estabelecida em sessão desta sexta-feira (9), Vidal não perderá o cargo.

Leia também 
TRE nega recurso e mantém arquivamento de inquérito contra Taques por suposto caixa 2 de R$ 3 milhões

 
Conforme relatório lido durante sessão plenária, a ação buscava a decretação de perda de mandato eletivo de vereador, por desfiliação partidária sem justa causa. Segundo pedido, Vidal teria se desfiliado do PROS e em seguida, se filiado ao MDB, mesmo sem demostrar motivos que autorizam a migração de uma sigla para outra.
 
O PROS requereu a substituição da representação na Câmara de Vereadores de Cuiabá pelo 1º Suplente, Carlos Frederick Almeida. Fábio Henrique Rodrigues de Moraes Fiorenza, o relator, votou na quinta-feira (8) por julgar improcedente ação. Conclusão foi adiada após pedido de vista de Abel Sguarezi.
 
Nesta sexta, voto-vista de Abel se juntou ao relator. Julgamento foi concluído de forma unânime pela improcedência do pedido.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet