Olhar Jurídico

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Notícias | Consumidor

inquérito aberto

Riachuelo é investigada por usar cartões de crédito para ‘inflar’ juros em compras parceladas

Foto: Reprodução

Riachuelo é investigada por usar cartões de crédito para ‘inflar’ juros em compras parceladas
O Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT) abriu investigação para apurar irregularidades nos cartões de crédito oferecidos pela Loja Riachuelo, em Cuiabá. A loja foi acusada de parcelar a compra dos clientes sem que eles saibam. O parcelamento, segundo a denúncia, é feito pelos cartões de crédito para incidir mais juros e aumentar o valor da compra.

Leia mais:
Makro é condenado por vender produto vencido e provocar intoxicação de jovem aniversariante


As investigações foram abertas no dia 28 do mês passado quando o promotor de Justiça Ezequiel Borges de Campos deu prosseguimento ao procedimento preparatório que tratava do assunto. Segundo a portaria, a loja também tem incluído serviços adicionais, diferentes daqueles contratados nos cartões de crédito dos clientes.

“O MP instaura inquérito civil para apurar suposta inclusão de serviços adicionais em contratos de aquisição de ‘cartões Riachuelo’ na rede de Lojas Riachuelo e divisão do valor das compras em número de parcela que implica a incidência de juros”, diz trecho do documento.

O promotor também juntou no inquérito cópias de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-NR) que trata de irregularidades semelhantes. A ação já possui decisão liminar, segundo informou o promotor.

Ouro lado

O Olhar Jurídico tentou entrar em contato por e-mail com a assessoria da Riachuelo, conforme os dados do próprio site da instituição. Até o momento, no entanto, a reportagem não obteve resposta. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet