Olhar Jurídico

Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Notícias | Política de Classe

AMATRA 23

Magistrados lamentam atentado em Sorriso e alertam país para risco de "ataques à justiça"

05 Abr 2017 - 14:45

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

Foto: Reprodução/Google

Vara do Trabalho de Sorriso

Vara do Trabalho de Sorriso

A Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 23ª Região – AMATRA/23, emitiu nota na tarde desta quarta-feira (05) lamentando o ataque ocorrido contra o prédio da Vara do Trabalho de Sorriso. Na madrugada de hoje, uma suposta bomba causou explosão na unidade. Conforme as informações, criminosos chegaram a quebrar uma janela da sala de uma servidora e jogaram o suposto artefato para incendiar o local. Ninguém se feriu. Por conta do fato, as audiências que estavam marcadas para esta quarta-feira (05) foram canceladas. A associação prestou solidariedade aos magistrados e servidores daquela unidade e chamou o ato de “grave atentado à independência”.

Leia mais:
Explosão causa princípio de incêndio em prédio da Justiça do Trabalho

 
O ato criminoso ocorreu de madrugada. Uma suposta bomba foi jogada por uma das janelas do prédio. O Corpo de Bombeiros foi acionado e rapidamente se deslocou até o local. O princípio de incêndio foi controlado por volta das 03h30. Foram atingidos o teto, um computador e um ar-condicionado da sala. Os criminosos ainda não foram identificados pelas autoridades. Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local realizando os trabalhos.

A AMATRA/23, por meio do presidente juiz Aguinaldo Locatelli, considerou que o ato “alerta para a fato de que a Justiça do Trabalho vem, como nunca visto neste País, sofrendo ataques ilegítimos e inconsequentes de toda ordem”.

Veja a íntegra da nota abaixo:

A Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 23ª Região – AMATRA/23, representativa dos juízes do trabalho de Mato Grosso, vem, tendo em vista o ataque ocorrido contra o prédio da Vara do Trabalho de Sorriso na madrugada de hoje, prestar solidariedade aos magistrados e servidores daquela unidade e condenar de forma veemente a aludida agressão:

 1) A agressão ao prédio da Vara do Trabalho de Sorriso simboliza grave atentado à independência e à integridade de todos os magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso, afetando a imagem da Instituição e de seus membros.

 2) O ocorrido alerta para a fato de que a Justiça do Trabalho vem, como nunca visto neste País, sofrendo ataques ilegítimos e inconsequentes de toda ordem, o que dá margem ao aumento de agressões à Justiça do Trabalho e aos seus membros, em clara ofensa ao Estado Democrático de Direito.

 3) São por essas razões que a AMATRA/23 manifesta sua indignação e perplexidade com o atentado ao prédio da Vara do Trabalho de Sorriso e reafirma o compromisso de acompanhar e cobrar das autoridades competentes a apuração dos fatos e punição dos responsáveis, inclusive, com todas medidas criminais e cíveis cabíveis. Reiteramos nossa confiança nas tempestivas ações do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região já tomadas e em curso.

 4) A AMATRA/23, como é de seu perfil histórico, estará sempre atenta e atuante na defesa intransigente das prerrogativas e independência da magistratura, para que possam exercer plenamente a missão constitucional de pacificação social, pilares que sustentam o Estado Democrático de Direito.

Cuiabá, 05 de abril de 2017.

Juiz Aguinaldo Locatelli
Presidente
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet