Olhar Jurídico

Sábado, 20 de abril de 2024

Notícias | Política de Classe

eleição

Mauro Zaque entra de última hora na disputa para ser chefe do MPE

Foto: Reprodução

Mauro Zaque entra de última hora na disputa para ser chefe do MPE
O procurador Geral de Justiça de Mato Grosso, Paulo Prado, disputa à reeleição no comando do Ministério Público Estadual pela quarta vez contra três adversários. Ele terá pela frente o procurador Edmilson Costa, além dos procuradores Vinicius Gayha e Mauro Zaque, último a fazer a inscrição para concorrer ao cargo.

Leia mais: Confira os desembargadores escolhidos para as Comissões Permanentes do TJMT e para o TRE

Prado já ocupou esse mesmo cargo entre 2005 e 2009, tendo voltado a chefia no biênio 2013/2014. Nesse meio tempo, ele ainda ocupou o cargo de corregedor geral nos anos de 2011 e 2012. Nos quatro anos em que Prado ficou fora do comando, Marcelo Ferra, o qual pertence ao mesmo grupo político dentro do Ministério Público, foi o procurador Geral de Justiça.

Mauro Zaque , promotor do Núcleo de Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público, deverá disputar a polarização do enfrentamento com Prado com Vinicius Gayva.

Zaque foi escolhido em uma reunião de promotores da oposição e possui um histórico de atuar em casos polêmicoas. Entre elas estão as ações contra os ex-secretários de Infraestrura e Administração, Vilceu Marchetti (falecido) e Geraldo De Vitto,no “Escândalo dos Maquinários”, maior crise de corrupção da gestão Blairo Maggi (PR).

Já Vinicius Gayva, da 13ª Promotoria Criminal, deverá contar com o apoio da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), instituição da qual foi presidente por duas vezes e aonde começou a defender a alternância do poder dentro do MPE. Sua maior arma será o bom relacionamento com a classe, demonstrado em sua ultima eleição na AMMP, na qual teve 214 votos de um total de 244.

O procurador Edmilson Pereira, do Núcleo de Defesa da Cidadania, chefiou a corregedoria-geral do MPE, além de integrar o Conselho Superior do órgão.

O pleito

No dia 10 de dezembro acontecerá a votação. Todos os promotores e procuradores votarão em três candidatos e os nomes que aparecerem mais vezes serão escolhidos os componentes da lista tríplice que será enviada no primeiro dia útil de 2015 ao governador eleito Pero Taques (PDT). O chefe do Executivo Estadual tem a prerrogativa de escolher qualquer um dos nomes da lista, mas comumente o mais votado é o escolhido.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet