Imprimir

Notícias / Eleitoral

Abílio consegue autorização da Justiça para promover 'devassa' em pesquisa que aponta Botelho liderando votos

Da Redação - Pedro Coutinho

O Partido Liberal (PL), do deputado federal e pré-candidato ao cargo de prefeito de Cuiabá, Abílio Brunini, conseguiu autorização da Justiça Eleitoral para ter acesso integral aos documentos da pesquisa que identificou o deputado estadual Eduardo Botelho (UNIÃO) em primeiro lugar, na disputa ao Palácio Alencastro em 2024. O estudo feito pelo instituto Percent apontou Abílio como o mais rejeitado.

Leia mais
Afastado por ser sócio de mineradora e hotel, juiz alvo do CNJ tem data para ser interrogado

Em decisão proferida nesta quinta-feira (2), a juíza Suzana Guimarães Ribeiro autorizou que o PL acesse o sistema interno de controle para verificar e fiscalizar a coleta de dados da pesquisa, feita no final de abril, bem como ao relatório que foi elaborado.

Na mesma ordem, a magistrada determinou admissão ao representante do PL às dependências do instituto Percent, em dia e horário que serão acordados entre as partes. Ribeiro deu dois dias para que a empresa disponibilize os documentos solicitados pelo diretório municipal do PL.

A pesquisa foi realizada no dia 23 de abril e, pouco depois, o PL pediu à Justiça autorização para fiscaliza-la, já que apontou Abílio como o mais rejeitado e o seu rival direto, Eduardo Botelho (União), como líder em eventual disputa pelo Alencastro.

O objetivo da sigla de Abílio é acessar o sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da empresa, podendo, assim, confrontar e conferir os dados publicados, preservada a identidade das pessoas entrevistadas.

Pediu ainda que fosse disponibilizado o relatório entregue ao solicitante da pesquisa e ao modelo do questionário aplicado, para facilitar a conferência das informações divulgadas. Por fim, que seja permitido acesso do representante do partido à sede ou à filial da empresa para o exame aleatório das planilhas, mapas ou equivalentes, o que foi concedido pela juíza.
 
A pesquisa
 
Na pesquisa questionada, Eduardo Botelho lidera a corrida pela Prefeitura de Cuiabá com 34,5% das intenções de votos na pesquisa estimulada.
 
Em segundo lugar aparece o deputado federal Abilio Brunini com 22,8%, ou seja, com uma diferença de 11,7% do primeiro colocado.
 
O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) aparece em terceiro com 11,7%, seguido de Juca do Guaraná (MDB) que tem 5,2%. O vice-prefeito José Roberto Stopa (PV) tem 4,1% das intenções de voto. E por último aparece Reginaldo Teixeira, do Novo, com 1,3%. Nulos e brancos somam 5,2% e os indecisos ainda representam 13,8% da população cuiabana. Outros 1,3% dos entrevistados não souberam responder.
 
Conforme a mesma pesquisa, o nome mais rejeitado pela população cuiabana é do deputado federal Abilio Brunini. Conforme levantamento realizado pelo Instituto Percent Brasil, 18,6% dos entrevistados não votam no parlamentar de jeito nenhum.
 
A pesquisa foi realizada entre os dias 24 a 26 de abril de 2024 e ouviu 1.200 pessoas no perímetro urbano e rural de Cuiabá. A margem de erro é de 2,83% para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95,0%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número MT-02633/2024.
Imprimir