Olhar Jurídico

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Criminal

HOMICÍDIO

Júri Popular contra supostos membros do CV que mataram jovem durante 'salve' é remarcado

Foto: Reprodução

Júri Popular contra supostos membros do CV que mataram jovem durante 'salve' é remarcado
Julgamento do Tribunal do Júri em face de dois membros do Comando Vermelho (CV) foi remarcado para que a Defensoria Pública (DPMT) tenha tempo hábil para garantir o pleno exercício da defesa de Bruno Roberto da Silva Martins, de 22 anos, e Jorge Fernando Rodrigues de Lima, 33, acusados de matar o jovem Felippe Fernandes Rodrigues da Silva, em setembro de 2021.

Leia mais
Acusado de estupro executado em ‘salve’ do CV fez BO no dia em que morreu relatando ameaças

Inicialmente, a data estava designada para esta terça-feira (14). No entanto, a Defensoria, no dia 10, pediu a redesignação da Sessão de Julgamento visando garantir o pleno exercício da defesa, possibilitando o estudo, com tempo hábil, de todos os documentos carreados aos autos. O requerimento foi atendido e a sessão foi remarcada para o dia 27 de novembro.

Felippe Fernandes da Silva foi morto durante um "salve" [sessão de espancamento] do Comando Vermelho, na região do bairro Pedra 90, em Cuiabá.

No dia da sua morte, ele fez um boletim de ocorrência relatando que uma adolescente de 16 anos, que o acusava de estupro, estaria ameaçando denunciá-lo para o "Tribunal do Crime", do Comando Vermelho (CV).

A polícia prendeu Jorge Fernando Rodrigues de Lima, acusado de ser uma das lideranças do Comando Vermelho no bairro Pedra 90 e Bruno Roberto da Silva Martins, ambos envolvidos no homicídio.
 
Felippe e um outro homem eram suspeitos de cometer um estupro contra uma adolescente de 16 anos. Ele chegou a ser preso, mas foi solto em audiência de custódia. O Poder Judiciário impôs medidas cautelares como uso de tornozeleira eletrônica ao acusado.
 
Quando ambos retornaram para a região do Pedra 90, começaram a circular, em grupos do WhatsApp, que integrantes do Comando Vermelho estariam atrás da dupla para aplicar um salve. Inclusive, as fotos dos rapazes estavam sendo compartilhadas.
 
O corpo de Fernando foi localizado na região do Cinturão Verde, no Pedra 90. “As lesões aparentes mostraram que o Fernando apanhou bastante durante o ‘salve’. Foram utilizadas ripas de madeira. Depois, ele foi executado com sete disparos de arma de fogo, calibre .40”.
 
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet