Olhar Jurídico

Domingo, 07 de agosto de 2022

Notícias | Geral

livro de poesia

Ministério Público abre procedimento para investigar Sesc Mato Grosso após acusação de LGBTQIA+fobia

Foto: Reprodução

Ministério Público abre procedimento para investigar Sesc Mato Grosso após acusação de LGBTQIA+fobia
Ministério Público Estadual (MPE) instaurou procedimento para investigar o Sesc Mato Grosso, acusado de censurar lançamento de livro por presença de escritora drag queen. Informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do órgão, nesta sexta-feira (5).

Leia também 
MP solicita que Polícia Federal e Funai investiguem incêndio que atingiu casas em aldeia Xavante

 
O MPE comunicou ao Olhar Jurídico a instauração de uma Notícia de Fato, “com determinação de remessa de cópia dos documentos recebidos ao núcleo criminal e solicitação de informações ao Sesc”. O promotor Henrique Schneider, da 25ª promotoria Cível de Cuiabá, é o responsável pelo caso.
 
A Umanos Editora divulgou nota de repúdio contra a direção do Sesc Arsenal, em Cuiabá, na quinta-feira, alegando que o lançamento de um livro de poesia foi censurado por um dos poemas ter sido escrito pela drag queen Nelly Winter.
 
O evento aconteceria em 31 de agosto, no entanto, a editora afirma que o Sesc Arsenal justificou o cancelamento dizendo que não ser permitido a apresentação ou manifestação de artistas LGBTQIA+.
 
Na nota, a editora ressalta que a direção do Sesc Arsenal alegou que o local é um "ambiente conservador, assim como o público que lá frequenta". A Umanos ressaltou que o episódio se caracteriza como discriminação e preconceito.
 
Nesta sexta, o Sesc também emitiu nota, afirmando que as acusação “não condizem com a realidade”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet