Olhar Jurídico

Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Notícias | Criminal

afastado da câmara

Vereador acusado de tentar matar colega pede relaxamento de cautelar para atuar como professor em escolas municipais

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Vereador acusado de tentar matar colega pede relaxamento de cautelar para atuar como professor em escolas municipais
Suspenso pelo prazo de 24 meses, o vereador afastado da Câmara de Querência, Neiriberto Martins da Silva Erthal, solicitou relaxamento de medidas cautelares para que possa atuar como professor em duas escolas municipais. Ele é réu em processo por tentar matar colega de parlamento durante sessão.

Leia também 
Tribunal de Justiça concede liberdade a vereador acusado de tentar matar colega de parlamento

 
Consta como medida cautelar contra Neiriberto o recolhimento em sua residência no período noturno, às 20h, bem como nos finais de semana e nos dias de folga. Réu alertou que é concursado junto à municipalidade, no cargo de professor e estava afastado do cargo em virtude de ter sido eleito vereador. Porém, com sua suspensão administrativa, por 24 meses, deseja voltar às escolas.
 
O vereador pretende atuar nas escolas Alegria do Saber e Parque Imperial, de segunda à sexta-feira, nos períodos diurno e vespertino. Além dessas atividades a serem executadas durante o dia, também há trabalhos a serem desempenhadas no período noturno, mais especificamente, das 20h às 22h, nos dias de terça, quinta e sexta-feira.
 
“Para desempenhar sua função laboral na integralidade, nos dias de terça-feira, quinta-feira e sexta-feira, faz-se necessário a autorização para estar nas escolas até as 22:00horas e um período de tempo de aproximadamente 20(vinte) minutos para percorrer o trecho escolas/residência”, diz trecho do requerimento.
 
Acusação

O parlamentar é acusado de tentativa de homicídio após sacar um revólver em plena sessão da Câmara dos Vereadores e acionar o gatilho na direção de um colega.
 
Neiriberto chegou a ser preso e ganhou liberdade após decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet