Olhar Jurídico

Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Notícias | Civil

comunicação à Justiça

Arcanjo deve R$ 780 milhões ao fisco, afirma Fazenda Nacional em processo

Foto: Rogério Florentino

Arcanjo deve R$ 780 milhões ao fisco, afirma Fazenda Nacional em processo
A Procuradoria da Fazenda Nacional apresentou manifestação junto à Justiça Federal em Mato Grosso informando que o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro deve aproximadamente R$ 780 milhões ao fisco.

Leia também
PF descarta suposto caixa 2 de R$ 820 mil em nome de Pedro Taques e pede arquivamento de inquérito

 
Informação foi juntada a processo que acompanha leilão de bens em nome de Arcanjo. Documento foi assinado pelo procurador da fazenda nacional Humberto Sousa Lima Falcon.
 
Conforme manifestação, por ser grande devedor de tributos federais, a União requereu que os valores arrecadados em leilão não sejam entregues a Arcanjo. Após a penhora, segundo a União, os valores arrecadados no leilão devem ser transferidos para uma conta judicial.
 
Em 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou seguimento a recurso do ex-bicheiro, que buscava anular decisão que declarou perdimento de bens estimados em R$ 792 milhões. O perdimento foi fruto da Operação Arca de Noé.
 
Conforme os autos, os bens perdidos durante o ano de 2014 foram produtos de crimes ou adquiridos com recursos deles provenientes. Na lista dos bens perdidos há imóveis como uma casa e um hotel em Orlando, na Flórida (EUA) e valores em contas bancárias. 
 
A operação foi deflagrada em 2002 para desmantelar crimes como contrabando de máquinas caça-níqueis e jogos eletrônicos, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, evasão de divisas e agiotagem. Arcanjo, no entanto, só foi preso em 2003, no Uruguai. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet