Olhar Jurídico

Sábado, 04 de dezembro de 2021

Notícias | Civil

crime em 2017

Estudante acusado de matar manobrista da boate Valley passa por júri popular

Foto: Reprodução

Estudante acusado de matar manobrista da boate Valley passa por júri popular
Justiça Estadual pronunciou Juliano da Costa Marques Santos, acusador de atropelar e matar um manobrista da boate Valley Pub, em Cuiabá, em agosto de 2017. Com a decisão, o réu passará por júri popular.

Leia também 
Juiz autoriza jovem que atropelou e matou manobrista da Valley a se mudar para SP para fazer faculdade

 
Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após o crime. Ele confessou que brigou com um policial federal do lado de fora do estabelecimento e que na saída, ao tentar atropelá-lo, acabou vitimando José Antônio da Silva Alves dos Santos, 23, que saia do carro de um dos clientes
 
Conforme decisão, a materialidade dos delitos no caso são incontestes e se encontram evidenciadas pelo boletim de ocorrência constante, depoimentos, laudo de lesão corporal e laudo de necrópsia.
 
Quanto a autoria, o próprio acusado afirmou perante a autoridade policial, em suma, que naquele dia estava na boate Valley Pub com o veículo Ford New Fiesta, cor branca, e que no momento em que o conduzia perdeu o controle e acabou por atingir as vítimas, cujo fato tomou conhecimento somente depois.
 
“Ante o exposto e de tudo o mais que dos autos consta, ACOLHO a pretensão punitiva estatal deduzida na denúncia para: pronunciar, com fundamento no artigo 413, do Código de Processo Penal, o acusado”, decidiu o juiz Flávio Miraglia Fernandes, da 12ª Vara Criminal de Cuiabá.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet