Olhar Jurídico

Segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Notícias / Geral

Aposentados por escândalo da maçonaria, nove magistrados recebem R$ 600 mil em dezembro

Da Redação - Arthur Santos da Silva

07 Jan 2021 - 11:37

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Aposentados por escândalo da maçonaria, nove magistrados recebem R$ 600 mil em dezembro
Grupo de nove magistrados de Mato Grosso envolvidos no escândalo da maçonaria e aposentados compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) receberam mais de R$ 600 mil durante o mês de dezembro de 2020. O valor líquido, que efetivamente aportou nas contas, alcançou R$ 450 mil. Informações estão disponíveis no portal da transparência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Leia também 
Tribunal de Justiça paga em dezembro R$ 2 milhões aos 10 juízes mais antigos


Conforme a consulta, os pagamentos são divididos em folha corrente e folha complementar. A folha corrente corresponde ao salário. A folha complementar abarca valores como gratificação natalina e pagamentos retroativos.
 
O Conselho puniu com a pena máxima de aposentadoria compulsória a bem do serviço público 10 magistrados envolvidos em esquema de desvio de recursos superiores a R$ 1,4 milhão.
 
A decisão foi tomada em 2010. Entre os magistrados punidos estão o ex-presidente do Tribunal de Justiça, Mariano Alonso Ribeiro Travassos e os desembargadores José Ferreira Leite e José Tadeu Cury (falecido).
 
Os sete juízes também punidos foram Marcelo Souza de Barros, Antônio Horácio da Silva Neto, Irênio Lima Fernandes, Marcos Aurélio dos Reis Ferreira, Juanita Cruz da Silva Clait Duarte, Graciema Ribeiro de Caravellas e Maria Cristina Oliveira Simões.
 
O esquema consistia no pagamento indevido de verbas atrasadas e de devoluções de Imposto de Renda aos magistrados, que transferiam o recurso à loja maçônica. 
 
Folha corrente
 
José Ferreira Leite/ R$ 35.462,22 - R$ 13.189,34 = R$ 22.272,88
Mariano Travassos/ R$ 35.462,22 - R$ 18.200,64 = R$ 17.261,58
Marcelo Souza Barros/ R$ 29.970,83 - R$ 15.601,35 = R$ 14.369,48
Antônio Orácio da Silva Neto/ R$ 21.083,74 - R$ 7.485,60 = R$ 13.598,14
Irênio Lima Fernandes/ R$ 33.689,11 - R$ 21.391,55 = R$  12.297,56
Juanita Cruz da Sila Claide Duarte/ R$ 33.689,11 - R$ 12.162,58 = R$ 21.526,53
Marcos Aurélio Reis Ferreira/ R$ 21.690,29 - R$ 11.846,46 = R$  9.843,83
Maria Cristina Oliveira Simões/ R$ 33.689,11 - R$ 16.699,24 = R$  16.989,87
Graciema Ribeiro Caravellas/ R$ 33.689,11 - R$ 20.279,30 = R$ 13.409,81
 
Total bruto = R$ 278.425,74
Total líquido = R$ 141.569,68
 
Folha complementar
 
José Ferreira Leite/ R$  62.883,13 - R$ 13.057,46 = R$  49.825,67
Mariano Travassos/ R$  27.420,91 - R$ 1.204,96 = R$ 26.215,95
Marcelo Souza Barros/ R$ 37.982,48 – R$ 0,00 =  R$ 37.982,48
Antônio Orácio da Silva Neto/ R$ 31.596,09 - R$ 1.778,34 = R$ 29.817,75
Irênio Lima Fernandes/ R$  27.420,91 - R$ 1.544,01 = R$  25.876,90
Juanita Cruz da Sila Claide Duarte/ R$ 38.529,06 - R$ 988,17 = R$ 37.540,89
Marcos Aurélio Reis Ferreira/ R$ 31.929,61 - R$ 1.724,16 = R$ 30.205,45
Maria Cristina Oliveira Simões/ R$  34.841,82 - R$ 226,31 = R$  34.615,51
Graciema Ribeiro Caravellas/ R$  39.415,51 - R$ 1.544,01 = R$ 37.871,50
 
Total bruto = R$ 332.019,52
Total líquido = R$ 309.952,01
 
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet