Olhar Jurídico

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Geral

Após abandonar obra já paga em condomínio de luxo, construtora é denunciada

Da Redação - Vinicius Mendes

17 Nov 2020 - 15:15

Foto: Reprodução

Após abandonar obra já paga em condomínio de luxo, construtora é denunciada
A MAGG Construtora foi denunciada após abandonar a construção de uma casa no Condomínio Florais dos Lagos, em Cuiabá. O comunicado da construtora foi feito em um grupo de WhatsApp. No total, foram pagos R$ 50 mil em aditivos para a conclusão da obra. O representante da MAGG Construtora afirmou que houve desentendimento entre as partes.
 
Leia mais:
Empresa de produtores rurais entra em recuperação judicial por dívidas de R$ 18 mi
 
O comunicado da empresa ocorreu na última sexta-feira (13). A chave da casa foi deixada embaixo de uma pedra na calçada e os documentos dentro da churrasqueira. A obra chegou a ser inundada por infiltração, em todos os cômodos, devido ao esquecimento de uma lona no telhado, que obstruiu as calhas (fotos na galeria).
 
Na obra foram encontradas diversas falhas, que não foram observadas pelo engenheiro, responsável técnico da obra. Por causa da infiltração, alguns móveis, luminárias e outros materiais de marcenaria foram danificados. As imagens foram compartilhadas em um grupo de condomínio no WhatsApp.
 
A obra estava com sua quinta previsão de entrega prometida para o dia 25 de novembro. No entanto, ainda restava a conclusão de diversos serviços. Contratualmente, a obra deveria ter sido entregue no dia 8 de junho de 2020 e, segundo o cliente, desde então, o construtor prometia sucessivos prazos de conclusão e cobrava diversos ‘aditivos’ ao contrato principal, que teriam somado aproximadamente R$ 50 mil.
 
O representante da empresa MAGG Construtora informou que não tinha mais condições de continuar a execução da obra e por isso decidiu deixá-la. Ele contou que se envolveu em alguns desentendimentos com o cliente, foi ofendido e temia ser agredido. “Para que os ânimos entre a gente não ultrapassem os limites”, afirmou. Também disse que um dos motivos foi por ter que pagar consertos na piscina e cisterna.

 

 

 

A MAGG Construtora também enviou vídeos sobre o estado da obra:

 

 

 

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet