Olhar Jurídico

Sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Notícias / Eleitoral

Justiça suspende propaganda de Frical que fere imagem de Emanuelzinho

Da Redação - Arthur Santos da Silva

13 Out 2020 - 16:36

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça suspende propaganda de Frical que fere imagem de Emanuelzinho
O juiz eleitoral Eduardo Calmon de Almeida Cézar, membro do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), determinou que o candidato ao cargo de prefeito em Várzea Grande, Flávio Frical (PSB), pare de exibir propaganda que fere a imagem do também candidato, Emanuelzinho Pinheiro (PTB).

Leia também 
Justiça determina que Fávaro retire do ar propaganda com 'excesso' de Mauro Mendes

 
De acordo com a representação feita pela assessoria jurídica de Emanuelzinho, há corte repentino da propaganda destinada a Flávio Frical, tendo início a propaganda eleitoral gratuita de Emanulzinho.
 
Ainda segundo os autos, a propaganda de Frical se encerra com a as seguintes frases: “Vamos ouvir muita ladainha ainda, vocês quer ver? escuta só”. Logo após, a peça publicitária de Emanuelzinho é iniciada.
 
Segundo Eduardo Calmon, a propaganda de Frical tenta “induzir os eleitores com ilações sobre o cometimento de condutas ilícitas nas gestões de Cuiabá e de Várzea Grande”.

Ainda conforme Calmon, “não poderia a coligação representada e seu candidato a Prefeito, com escopo em mero procedimento, ainda em fase de investigação e processo, imputar o suposto cometimento de crime de um terceiro, ao candidato pela Coligação Representante”.
 
A decisão liminar determina a suspensão do programa de Frical até que as irregularidades sejam sanadas.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet