Olhar Jurídico

Quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Notícias / Criminal

Secretário adjunto é preso em flagrante pelo Gaeco com R$ 20 mil que seriam de propina

Da Redação - Wesley Santiago

25 Set 2020 - 08:13

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Secretário adjunto é preso em flagrante pelo Gaeco com R$ 20 mil que seriam de propina
O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco/MT) realizou diligências de monitoramento e prendeu em flagrante o secretário adjunto Sistêmico da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira, na noite desta quinta-feira (24), após receber denúncias sobre possível crime de corrupção de agente público estadual.

Leia mais:
OAB recebe cópia e estuda atuação em processo contra ex-chefe do Gaeco denunciado por grampos

Segundo as informações do Gaeco, no  momento da prisão, o servidor público estava com R$ 20 mil. Há indícios de que o dinheiro tenha sido repassado por representante de empresa que supostamente foi favorecida em processo licitatório.



A transação teria ocorrido dentro da Casa Civil, horas antes da prisão. O agente público foi autuado em flagrante por crime de corrupção passiva e será encaminhado para audiência de custódia.

O Governo do Estado, por meio de nota, informou que demitiu do cargo o servidor, assim que tomou conhecimento de sua prisão. A demissão será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (25).

“O Governo reitera que não coaduna com qualquer prática de crime e que atua fortemente no combate à corrupção. Toda denúncia de possível irregularidade terá sempre o respaldo do Governo para sua investigação, esclarecimento e o apoio à punição severa de qualquer servidor ou cidadão envolvido em corrupção”, diz trecho da nota.

Atualizada às 08h18 e 09h01

Comentários no Facebook

Sitevip Internet