Olhar Jurídico

Quinta-feira, 02 de julho de 2020

Notícias / Geral

Rui Ramos defende isolamento e diz que falsa impressão de ‘gripezinha’ é perigosa

Da Redação - Arthur Santos da Silva

26 Jun 2020 - 14:14

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Rui Ramos defende isolamento e diz que falsa impressão de ‘gripezinha’ é perigosa
O desembargador Rui Ramos, membro do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) responsável por manter a quarentena obrigatória em Cuiabá em decisão de quinta-feira (25), afirmou que a única medida eficiente contra a disseminação do novo coronavírus é o isolamento social. Ainda segundo o magistrado, a falsa impressão de que tudo não passa de uma “gripezinha” é extremamente perigosa.

Leia também 
Desembargador nega recurso de prefeitura contra decisão que impôs quarentena obrigatória
 

“Impende anotar que, segundo a Organização Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde e toda a comunidade científica mundial, a prevenção, pelo isolamento social, hoje é a única medida a ser adotada”, explicou Rui Ramos em sua decisão.
 
Cuiabá foi classificada como de alto risco para a transmissão do coronavírus em função do aumento do número de casos e de óbitos nos últimos dias. Justamente pelo cenário negativo o Juízo de 1º Grau determinou que fosse cumprido o Decreto Estadual nº 522/2020, que no inciso IV do artigo 5º elenca ações a serem adotadas pelo Poder Executivo Municipal. Há previsão, além da quarentena, de implementação de barreiras sanitárias e permissão de circulação somente para quem exerce atividades essenciais.
 
Segundo o desembargador, é necessário existir um consenso no combate à Covid-19, assim como uma coordenação técnica. A falta de rumo, conforme o desembargador, traz a ideia de que “’está tudo resolvido’, de que não se faz necessário evitar-se aglomerações, reuniões de família, amigos ou de grupos”. Sem o consenso, há a falsa e perigosa impressão de que tudo não passa de uma “gripezinha”.
 
Ao finalizar a decisão, o magistrado argumentou que “milagre” está exatamente na “disciplina que todos devemos ter para superarmos esse período de pandemia”. Segundo Ramos, não é possível ficar esperando que “alguém terreno ou extraterreno” venha salvar a todos com uma “varinha mágica”.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Adonis Lotufo Rebelo
    28 Jun 2020 às 09:17

    Sim, isolamento ,.mas o comércio sofre em Cuiaba, porque o senhor não proíbe as festinhas nos bairro, os geradores de empregos o( comercio) vai quebra e gerar muitos de empregos , como sr. Desembargador Exmo Rui Ramos ,vai resolver o desemprego em Cuiabá Adonis Lotufo Rebelo

  • JUSTO VERISSÍMO
    26 Jun 2020 às 18:55

    Ficou com medo agora desembargador.

  • Flavio Muller
    26 Jun 2020 às 15:39

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Edivaldo
    26 Jun 2020 às 15:28

    Pra ele é fácil ser favorável paralisar tudo, no final do mês o dele tá garantido, sem atraso e redução nos seus salários, graças a decisão do STF que proibiu governos de reduzir ou demitir funcionários públicos Já os comérciante, os empresários de todos os setores dependem das vendas pra honrrarem seus compromissos.

  • samuel
    26 Jun 2020 às 14:48

    Fala isso pq ele tem o salário dele garantido, além do que se ele pegar, vai morrer neh.

Sitevip Internet