Olhar Jurídico

Sábado, 08 de agosto de 2020

Notícias / Geral

MP recomenda lista antecipada em velórios e limite máximo de pessoas

Da Redação - Vinicius Mendes

21 Mai 2020 - 10:17

Foto: Reprodução / Ilustração

MP recomenda lista antecipada em velórios e limite máximo de pessoas
A Promotoria de Justiça de Jauru (a 425km de Cuiabá) enviou uma recomendação ao prefeito do município, Pedro Ferreira de Souza, para que seja estabelecido novo regulamento para os velórios. Ela sugere apresentação antecipada de lista e limite máximo de 20 pessoas.

Leia mais:
Justiça determina realização de ultrassonografia em grávida de alto risco com suspeita de Covid-19

Na recomendação o Ministério Público sugere que os velórios devem durar até uma hora, ocorrer direto no cemitério e reunir no máximo 20 pessoas (todas, necessariamente, usando máscaras), com o caixão lacrado, proibição de contato físico e uso de álcool em gel na entrada e na saída. 

A empresa funerária e um familiar responsável deverão assumir o compromisso junto à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de aplicar as normas, sob pena de multa, bem como encaminhar antecipadamente a lista das pessoas que estarão presentes no velório.

Outras recomendações

A Promotoria ainda notificou o prefeito do município para que revogue o artigo 7º do Decreto 055/2020 ou edite outra normativa proibindo o consumo in loco de bebidas em bares, conveniências e outros estabelecimentos. 

Conforme o Ministério Público, deverá ser proibida a disponibilização de mesas e cadeiras aos clientes nos locais, e comércios dessa natureza deverão atender exclusivamente por entrega/delivery. A previsão é de multa de R$ 1 mil em caso de descumprimento.

Segundo o promotor de Justiça Daniel Luiz dos Santos, a medida visa coibir a aglomeração de pessoas, especialmente sem o uso de máscara – equipamento de proteção obrigatório por lei em Mato Grosso – em razão do consumo de bebida, e consequentemente evitar a disseminação do coronavírus.  

Caso seja estabelecido novo regulamento para as feiras, a Promotoria recomendou a assinatura de termo de compromisso individual perante a Secretaria Municipal de Saúde, no qual os feirantes se comprometem a cumprir as regras sanitárias, sob pena de multa. 

Por último, o promotor de Justiça orientou ao Município que seja estabelecido regime de escala ou rodízio entre os fiscais da Vigilância Sanitária, com o pagamento de horas extras no fim de semana, para a atuação nos horários de maior movimento comercial.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JUSTO VERISSÍMO
    22 Mai 2020 às 14:20

    Vamos acordar meu povo regime comunista está sendo implantado aos poucos em todos territórios do Brasil, até onde chegarmos fazer lista para ir em velórios como se fosse lista de casamentos programados, daqui um dia vamos ter que programar para morrer.

  • alexandre
    21 Mai 2020 às 11:58

    Além da dor, tem cumprir medida sem noção, absurdo respeita os outros..

Sitevip Internet