Olhar Jurídico

Quarta-feira, 03 de junho de 2020

Notícias / Eleitoral

Celso de Mello determina que investigação contra Neri Geller fique em Mato Grosso

Da Redação - Arthur Santos da Silva

19 Mai 2020 - 19:45

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Celso de Mello determina que investigação contra Neri Geller fique em Mato Grosso
O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou envio ao Juízo da 21ª Zona Eleitoral do Estado de Mato Grosso de um investigação que tem como alvo o deputado federal Neri Geller (PP). A informação foi publicada no Diário de Justiça so STF nesta terça-feira (19).
 
Leia também 
Juíza interna por até três anos menor acusado de matar menina de 13 anos que estava grávida


Segundo relatório produzido pela Procuradoria Geral da República, o inquérito, que trata sobre prática de corrupção eleitoral e posse irregular de munição, investiga ainda a esposa do político, Judite Maria Piccini. Supostos crimes ocorreram durante as eleições de 2016.
 
Judite foi detida em flagrante no Auto Posto Geller, no Município de Lucas do Rio Verde (354 Km de Cuiabá). No local, foram encontradas notas fiscais e vales-combustíveis supostamente utilizados para compra de votos. Os materiais teriam ligação com então candidato a prefeito Luiz Binotti. A Polícia Civil apreendeu ainda 19 munições calibre 38.

Em relatório da Polícia Civil, consta informação de que se as pessoas apresentassem seus veículos com adesivos do candidato "Binotti" e constassem em uma lista suas placas, estavam autorizadas a abastecerem com 10 litros de combustível. 
 
O inquérito tramitou inicialmente na 21ª Zona Eleitoral do Estado de Mato Grosso. Porém, após Geller se eleger deputado federal, o caso foi enviado ao STF, sob argumento de que o político tinha prerrogativa de foro privilegiado.
 
Ao determinar o retorno dos autos a Mato Grosso, Celso de Mello esclareceu que o foro por prerrogativa de função aplica-se apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas.
 
“Verifica-se que os fatos precedem o início do mandato de Neri Geller de deputado federal, haja vista que seu último mandato iniciou-se somente em 01/02/2019, sendo que os fatos datam de 30/09/2016, quando Neri Geller não exercia nenhum mandato eletivo”, explicou o ministro.
 
“Sendo assim, pelas razões expostas, e acolhendo, ainda, a manifestação do eminente Senhor Vice-Procurador-Geral da República, reconheço cessada, na espécie, a competência originária do Supremo Tribunal Federal para apreciar este procedimento penal e determino, em consequência, a devolução dos presentes autos, por intermédio do E. Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, ao Juízo da 21ª Zona Eleitoral do Estado de Mato Grosso”, finalizou Celso de Mello.
 
Outro lado

Ao Olhar Jurídico, Neri Geller afirmou que como dono de posto de combustíveis, realizou abastecimento de variados candidatos em 2016. Tudo ocorreu, segundo o parlamentar, de forma legal, gerando documentos como notas fiscais.

As munições encontradas seriam de uma pessoa identificada como cabo Souza, funcionário de Geller desde a época em que exerceu o cargo de ministro da Agricultura.

Cabo Souza teria licença para portar arma e as munições encontradas.

“O inquérito está para ser arquivado”, explicou Geller.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Edmilson rosa
    20 Mai 2020 às 10:03

    Esse rapaizinho tinha que ser cassado rápido

  • SECULT
    19 Mai 2020 às 22:05

    Esse PORCARIA desse Deputado de meia tijela é o mesmo que está querendo legalizar uma aberração INCONSTITUCIONAL chamada de BOMBEIRO CIVIL, pra beneficiar o irmão dele que tem empresa de formação de brigadista na região Norte de Mato Grosso!!!

Sitevip Internet