Olhar Jurídico

Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Notícias / Criminal

STJ anula recebimento de ação contra deputado federal e ex-estadual

Da Redação - Arthur Santos da Silva

12 Fev 2020 - 09:32

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

STJ anula recebimento de ação contra deputado federal e ex-estadual
A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou recebimento de denúncia contra o deputado federal Juarez Costa (MDB) e o ex-deputado estadual Mauro Savi (DEM). A decisão foi estabelecida na terça-feira (11) em habeas corpus impetrado pelo advogado Rafael Baldasso.

Leia também 
Promotor instaura inquérito contra Abilio Brunini por ‘atos arbitrários’ no Hospital São Benedito

 
O processo estava sendo julgado na Primeira Vara Criminal de Sinop (480 km de Cuiabá). Ambos, segundo o Ministério Público de Mato Grosso (MPE), aplicaram indevidamente verbas públicas, no montante de R$ 77 mil, para custeio de despesas da Ong Vale do Teles Pires, também conhecida como Casa de Amparo Tio Mauro.

A ação foi recebida pelo Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso e acabou enviada ao juízo de Sinop após a interrupção do foro privilegiado dos réus. No recurso ao STJ, Juarez e Savi sustentaram cerceamento de defesa e nulidade do recebimento da denúncia pela ausência de defensor no julgamento realizado pelo Pleno que recebeu ação.

A decisão da Sexta Turma acatou parecer do Ministério Público Federal (MPF). “A Sexta Turma, por unanimidade, concedeu o habeas corpus, nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora”, afirma trecho publicado pelo STJ.
 
Além da relatora, ministra Laurita Vaz, participaram do julgamento Sebastião Reis Júnior, Rogerio Schietti Cruz, Nefi Cordeiro e Antonio Saldanha Palheiro.

A íntegra da decisão colegiada e seus respectivos votos ainda não está disponível.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Crítico
    12 Fev 2020 às 11:37

    Justiça BRASILEIRA e IMPUNIDADE andam de mãos dadas

  • Zé Arigó
    12 Fev 2020 às 10:27

    O que que os magistrados da foto tem a ver com a notícia?? Nada a ver hein olhardireto.

  • JORGE LUIZ
    12 Fev 2020 às 10:21

    NOSSA, ESSA JUSTIÇA É DE UMA JUSTIÇA SÓ PARA OS QUE TEM E PARA POLÍTICOS, MAS SE FOSSE PARA UM ZE NINGUÉM A COISA SÉRIA SÉRIA

Sitevip Internet