Olhar Jurídico

Sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Notícias / Civil

Herdeiro de ex-deputado morto é incluído em processo que julga mensalinho na ALMT

Da Redação - Arthur Santos da Silva

24 Jan 2020 - 10:45

Foto: Reprodução

Herdeiro de ex-deputado morto é incluído em processo que julga mensalinho na ALMT
A juíza Celia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, determinou a inclusão de um herdeiro do ex-deputado estadual Herminio Barreto em processo sigiloso sobre recebimento de mensalinho. A decisão é do dia 15 de janeiro.
 
Leia também 
Promotor investiga denúncia de agressão e assédio moral contra adolescentes de Centro Socioeducativo


O parlamentar foi filmado recebendo valores no gabinete do ex-governador Silval Barbosa. A película consta em delação premiada. Barbosa também faz parte do processo, que arrola ainda o ex-chefe de gabinete Silvio Cesar Correia Araújo, o ex-secretário de Casa Civil, Pedro Nadaf.
 
O herdeiro do ex-deputado é Eder Pereira Barreto. Ele apresentou contestação, alegando que a responsabilização, se houver, não deve atingi-lo. Requereu que a ação fique limitada aos bens deixados pelo falecido e arrolados durante inventário.
 
A magistrada esclareceu que a habilitação dos sucessores ou inventariante visa apenas a regularização da ação, em nada interferindo no mérito dos pedidos, quanto a prática ou não dos atos de improbidade administrativa. Ou seja, Eder Pereira terá oportunidade de defesa.
 
“Diante do exposto, acolho o pedido ministerial e, declaro habilitado Eder Pereira Barreto, como representante do espólio de Herminio Barreto”.
 
Herminio Barreto morreu em maio de 2018 em consequência de um acidente automobilístico ocorrido na BR-364, em Jaciara. Ao todo, nove veículos foram envolvidos no acidente, sendo três carretas (duas carregadas com óleo vegetal e uma com soja), três utilitárias e três carros de passeio. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet