Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de julho de 2020

Notícias / Criminal

Ministério Público oferece nova denúncia contra jornalista acusado por tentativa de estupro

Da Redação - Arthur Santos da Silva

13 Jan 2020 - 10:15

Foto: Fabiana Mendes / Olhar Direto

Ministério Público oferece nova denúncia contra jornalista acusado por tentativa de estupro
O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) ofereceu nova denúncia contra o jornalista e assessor de imprensa Leonardo Heitor Miranda Araujo, acusado de tentativa de estupro e ameaça. O processo, o segundo contra o profissional da imprensa, foi oferecido no dia 9 de janeiro e está na Sexta Vara Criminal de Cuiabá. Acusado está preso desde o dia 25 de novembro.

Leia também
No Centro de Custódia, jornalista completa 40 dias de prisão


A informação sobre a nova denúncia foi confirmada pela assessoria de imprensa do Ministério Público. O promotor de Justiça Adriano Augusto Streicher de Souza assina o documento. O caso é delicado e guarda informações sigilosas. O órgão ministerial não divulgará mais informações.
 
Leonardo Heitor permaneceu no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), conhecido como presídio Carumbé, até o dia sete de dezembro. Na data, houve transferência ao Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). O jornalista apresentou diploma de curso superior para ser transferido.
 
Alvo de dois mandados de prisão, ambos preventivos expedidos pela Delegacia da Mulher de Cuiabá, Leonardo Heitor é investigado (já virou réu em uma ação) por diversos crimes contra a dignidade sexual. Foram registrados dez boletins de ocorrências contra ele.

Buscando liberdade, o jornalista já recorreu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), defendido pela Defensoria Pública. Porém, pedido de liberdade foi negado em decisão do desembargador Juvenal Pereira da Silva, no começo de dezembro.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • josé de souza
    13 Jan 2020 às 16:50

    ESSA FOTO AI É ABUSO DE AUORIDADE, SEJA QUEM FOI QUEM COLOCOU

Sitevip Internet