Olhar Jurídico

Segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Notícias / Civil

MPE aponta núcleo organizado por sete deputados para cobrar mensalinho na Assembleia

Da Redação - Arthur Santos da Silva

21 Set 2019 - 10:52

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

MPE aponta núcleo organizado por sete deputados para cobrar mensalinho na Assembleia
Ação proposta pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE) aponta a criação de um núcleo organizado composto por sete deputados estaduais com o objetivo de cobrar o chamado mensalinho do ex-governador Silval Barbosa. As cobranças perduraram até o ano de 2014.
 
Leia também 
MPE processa dois ex-deputados por mensalinho e pede bloqueio de R$ 7 milhões


“A comissão criada com a finalidade de extorsão do ex-governador foi formada pelos deputados estaduais José Geraldo Riva, Mauro Savi, Romoaldo Júnior, Gilmar Fabris, Baiano Filho, Wagner Ramos e Dilmar Dalbosco”, afirma o MPE em denúncia formulado contra Gilmar Fabris.
 
Dos nomes citados, apenas Romoaldo Júnior (suplente pelo MDB) e Dilmar Dalbosco (DEM) ocupam cadeiras no parlamento na atual legislatura. Dilmar inclusive é o líder do governo Mauro Mendes (DEM) na Assembleia Legislativa.
 
Segundo o órgão ministerial, o mensalinho, considerado uma forma de extorsão, era cobrado no valor mensal de R$ 50 mil. A quantia era exigida pelos parlamentares em troca de apoio político ao então gestor, Silval Barbosa, em razão do volume de capital que estava girando no estado de Mato Grosso por conta das obras milionárias em execução a partir de 2012, para o evento da Copa do Mundo de 2014.

Ainda conforme o MPE, os deputados do grupo organizado foram ao encontro de Silval Barbosa no Palácio Paiaguás "com o objetivo de acordar vantagens indevidas de retornos oriundos de contratos relacionados às Obras da Copa do Mundo e do Programa MT Integrado".
 
Ações
 
Em consequência do mensalinho, o promotor de Justiça Arnaldo Justino da Silva, membro do Ministério Público, denunciou os ex-deputados estaduais Gilmar Fabris e Luiz Marinho por recebimento.
 
Contra Fabris, conforme denúncia assinada no dia 16 de setembro, há pedido de bloqueio liminar no valor de R$ 4,2 milhões. No mérito, há pedido de restituição no valor de R$ 600 mil, pagamento de multa civil de R$ 1,8 milhão e ainda o pagamento de dano moral coletivo de R$ 1,8 milhão.
 
Contra Luiz Marinho,conforme denúncia assinada no dia 17 de setembro, há pedido de bloqueio liminar até o montante de R$ 2,8 milhões. No mérito, ressarcimento no valor de R$ 400 mil, pagamento de multa civil estipulada em R$ 1,2 milhão e ainda no pagamento de dano moral coletivo também de R$ 1,2 milhão.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Chirrão
    22 Set 2019 às 21:14

    AJUDARAM A AFUNDAR MATO GROSSO..Aprovando os ROMBOS DA COPA..Sem falar dos CONSELHEIROS AFASTADOS..Aprendam a votar gente!! não venda seu voto!

  • Adelaide
    22 Set 2019 às 05:52

    Há quanto tempo o MPE sabe disso? Não é possível que esse órgão é o último a saber. Assim não há Justiça!

  • valda
    21 Set 2019 às 21:06

    qual e a diferença desses dai para aqueles que estao la na cadeia? quem responde?

  • Eleitor
    21 Set 2019 às 17:19

    EU QUERO SOLTAR FOGUETE O DIA QUE O DEPUTADO MADEIREIRO FOR PRESO PELO VISTO ELE NÃO ATACA SÓ NAS QUESTÕES AMBIENTAIS, SEGUNDO O MPE ESTE DEPUTADO MADEIREIRO TAMBÉM ATACA DE MENSALEIRO...

  • trabalhador
    21 Set 2019 às 13:30

    isso é muito triste ,nossos representantes como acabar com essa farra de estabilidade ,pensão vitalicia a folha com seus altos salários não tem como ,mas acredito no presidente Botelho na sua honestidade e em seus principios um dia ainda vamos poder olhar para casa e poder ver que valeu cada voto do povo ainda vamos ver esta folha pagamento com esses cortes e esta farra e esta facilidade concurso presidente o povo espera muito do senhor,

  • Crítico
    21 Set 2019 às 11:40

    Afinal os demais deputados foram ou não denunciados

Sitevip Internet