Olhar Jurídico

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Eliene Lima é condenado a oito anos de prisão em processo da Operação Arca de Noé

Da Redação - Arthur Santos da Silva

09 Ago 2019 - 17:17

Foto: reprodução

Eliene Lima é condenado a oito anos de prisão em processo da Operação Arca de Noé
O juiz Jorge Tadeu, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, condenou o ex-deputado estadual e federal Eliene Lima a oito anos de prisão em regime inicial semiaberto pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.
 
Leia também 
Juiz reafirma respeito ao MP e diz que qualquer cidadão que atuou na Grampolândia deve ser preso


A decisão, do dia 7 de agosto, é proveniente da Operação Arca de Noé, que investigou esquema de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.
 
Eliene foi beneficiado com um pagamento de R$ 60 mil. O esquema contava ainda com a participação da Confiança Factoring, ligada ao bicheiro João Arcanjo Ribeiro. 

O ex-parlamentar foi denunciado em 2010 no Supremo Tribunal Federal (STF) em ação do Ministério Público Federal. Após perder o foro por prerrogativa de função, o caso “desceu” para Mato Grosso.
 
Segundo o MPF, o modus operandi utilizado para o desvio do dinheiro da Assembleia Legislativa em benefício dos deputados estaduais ocorria da seguinte maneira: José Riva, então presidente da Casa e Humberto Melo Bosaipo, ordenador de despesas, emitiam cheques nominais a empresas prestadoras de serviços inexistentes ou que não tivessem executado o serviço. Tais cheques eram trocados na Confiança Factoring, que repassava os valores aos deputados indicados por Riva e Bosaipo.
 
A ação contou com a quebra do sigilo bancário do acusado. Relatórios confirmaram o desvio. José Riva e Bosaipo emitiram em  dezembro de 2000 um cheque do Banco do Brasil, de titularidade da Assembleia Legislativa, no valor de R$ 77 mil, nominal à empresa A. A. J. R. Borges – Gráficas, que foi endossado e depositado, no mesmo dia, diretamente na conta bancária cujo titular era a empresa Confiança Factoring.
 
Após receber o cheque, a Confiança Factoring repassou o valor de R$ 60 mil ao acusado por meio de um novo cheque, que foi descontado na “boca do caixa”, contendo no verso a assinatura Eliene Lima.
 
“Conclusivamente, temos que restou devidamente comprovado que o acusado Eliene José de Lima aderiu de forma consciente e voluntária à empreitada criminosa idealizada por José Geraldo Riva e Humberto Melo Bosaipo, praticando o delito de Peculato, bem como, o delito de Lavagem de dinheiro”, decidiu Jorge Tadeu.
 
Além de condenado a prisão, Eliene Lima  terá que devolver R$ 77 mil. O ex-deputado tem o direito de recorrer em liberdade.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nonato
    11 Ago 2019 às 07:25

    Esse homi ë inussente

  • Pedro
    10 Ago 2019 às 19:17

    Filhote de ws e riva

  • Márcio silva
    10 Ago 2019 às 12:57

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Rico
    10 Ago 2019 às 11:50

    Esse foi o famoso arroz sem sal quando era deputado, não fez nada, absolutamente nada por nosso Estado. Que nunca, mas nunca mesmo, esse arroz sem sal volte a política.

  • cidão
    10 Ago 2019 às 11:32

    10 anos pra condenar. 5 de recurso primeira instância. Mais 5 anos em segunda instância e caduca a sentença. Judiciário brasileiro é pra "P.P.P."

  • ze da silva
    10 Ago 2019 às 02:37

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • CIDADÃO ATENTO
    10 Ago 2019 às 01:09

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ARMANDO SILVA
    09 Ago 2019 às 18:39

    kkkkkk DEVERA PRESCREVER ou vai CUMPRIR NO SEMI ABERTO ou DOMICILIAR KKKKKKKKKKKKK

  • Do Interior
    09 Ago 2019 às 18:14

    Punição a todos os corruptos. Não importa o cargo ou função que ocupem ou ocupavam. A sociedade não aguenta mais tanta impunidade. Veja o exemplo de uma delegada condenada por corrupção até pelo STF e deveria ter sido demitida há mais de um ano, mas ainda hoje está como titular de uma delegacia da capital. Isso é uma vergonha

  • Eurípedes
    09 Ago 2019 às 17:34

    Está mais do que provado as artimanhas. Cadeia Nele.

Sitevip Internet