Olhar Jurídico

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Civil

Justiça dá cinco dias para Eder Moraes pagar R$ 814 mil em impostos supostamente devidos

Da Redação - Arthur Santos da Silva

09 Ago 2019 - 09:05

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça dá cinco dias para Eder Moraes pagar R$ 814 mil em impostos supostamente devidos
Pedro Francisco da Silva, juiz da Quarta Vara Federal em Mato Grosso, estabeleceu prazo de cinco dias para que o ex-secretário de Fazenda, Eder Moraes, pague R$ 814 mil em ação de Execução Fiscal. A decisão é da quinta-feira (8).

Leia também
União cobra R$ 814 mil de impostos em ação contra ex-secretário de Fazenda

 
“Tendo em vista a inicial estar de acordo com os arts. 6º e seguintes da Lei nº 6.830/80, recebo-a e determino a citação do executado, para, no prazo de cinco dias, pagar a dívida, com juros, multa de mora e encargos indicados na Certidão de Dívida Ativa, ou garantir a execução”.
 
Os documentos que embasam a ação de Execução Fiscal são assinados pelo procurador da Fazenda Nacional em Mato Grosso, Humberto Sousa Lima Falconi. O processo foi proposto em junho de 2019.
 
“Não sendo encontrado o executado para ser citado por mandado, mas encontrando-se bens, proceda-se ao arresto de tantos quantos bastem à execução”, determinou a Justiça.
 
Eder Moraes já afirmou ao Olhar Jurídico que a ação trata de débitos fiscais que ainda estão sendo discutidos judicialmente, alguns deles sob sigilo. O ex-secretário revelou ainda que existem outras ações de execução fiscal.

Eder é um dos principais alvos da Operação Ararath, que tem por objetivo desbaratar organização criminosa que pratica crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro no estado de Mato Grosso.

O foco da investigação ocorre contra pessoas e empresas que agem como instituições financeiras sem autorização do Banco Central.

 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • eleitor
    09 Ago 2019 às 15:25

    exatamente deveria estar preso o cara deve ser bom o povo clama por justiça pois o que vemos todos os dias é hospitais lotados povo sem uma educação de qualidade farra com dinheiro publico e esses doutores livres será que riem da nossa cara.

  • DESEMPREGADO
    09 Ago 2019 às 11:54

    ELE DIZIA QUE COMERCIANTE QUE NAO PAGA IMPOSTO DEVERIA SER PRESO , E PORQUE ELE QUE É CORRUPTO E SONEGADOR ESTÁ SOLTO ?

  • Darci
    09 Ago 2019 às 10:58

    Aja imposto pra gente pagar para sustentar tanta corrupção. Esse crime deveria ser punido com cadeia, e não com tornozeleira. Tenho nojo dessa gente.

  • José
    09 Ago 2019 às 10:23

    Duvido que pague, quer apostar? Vem por ai liminares, despachos,HC, canetaços etc...

Sitevip Internet