Olhar Jurídico

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Civil

Igreja vence ação contra Energisa por cobrança de R$ 38 mil em conta de luz

Da Redação - Vinicius Mendes

14 Mai 2019 - 14:30

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Igreja vence ação contra Energisa por cobrança de R$ 38 mil em conta de luz
A igreja evangélica Congregação Cristã no Brasil entrou com uma ação declaratória de inexistência de débito contra a Energisa, em decorrência de uma cobrança de R$ 38.105,04 em uma conta de luz vencida em dezembro de 2018. A igreja argumentou que o medidor está com defeito e a cobrança é ilegal.

O juiz Yale Sabo Mendes, da 7ª Vara Cível de Cuiabá, determinou que a Energisa suspenda a cobrança e que não interrompa o fornecimento de energia elétrica à igreja, sob pena de multa de R$ 500 por hora.
 
Leia mais:
Com mais de 500 queixas em um mês, Energisa é empresa recordista de reclamações em MT
 
A Congregação Cristã argumentou que a cobrança e os critérios utilizados pela Energisa para gerar a fatura são ilegais. De acordo com a igreja não houve qualquer embasamento do real consumo para chegar a este valor, já que o medidor está com defeito.
 
O magistrado citou jurisprudência e considerou o perigo de dano e de causar prejuízos à igreja caso seja mantida a suspensão no fornecimento de energia elétrica, sobretudo por se tratar de bem essencial e fundamental nos dias atuais.
 
Ele então deferiu o pedido da Congregação Cristã para que a Energisa “suspenda a cobrança da fatura referente ao débito [...] no importe de R$ 38.105,04, vencida em 05/12/2018, e, abstenha de interromper o fornecimento dos serviços, sob pena de responsabilidade civil e criminal, além de recair em multa por hora que fixo em r$ 500,00, em caso de descumprimento”.
 
 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • AVANÇA LOGO MT
    16 Mai 2019 às 10:19

    SR CELSO COMO EU QUE TRABALHO O DIA TODO VOU SUBIR NO POSTE A NOITE PARA MEDIR A ENERGIA KKKK, DEVEIRA SER UMA MEDIÇÃO MAIS ACESSÍVEL POIS HÁ MUITA TECNOLOGIA OK

  • Nascimento
    15 Mai 2019 às 07:35

    Depois que a concessionária mudou o relógio para os postes, impossibilitando a leitura e acompanhamento pelos usuários, o consumo só cresce e não tem como apelar.

  • Joleu
    14 Mai 2019 às 21:18

    Felizmente essa igreja tem o recurso pra conseguir bater de frente com a energisa. Tenho vários amigos que foram cobrados por valores absurdos por essa empresa em alguns meses específicos. Um mês do nada a cobrança quase dobra misteriosamente e depois volta ao valor normal... estranho, mas só restou a eles a pagar. Somos consumidores ou refens?

  • Zaqueu Toledo
    14 Mai 2019 às 20:43

    Estou terminando faculdade de direito. Cabe recurso da Empresa por ter sido mero aborrecimento.

  • Celso Amorim
    14 Mai 2019 às 16:48

    Avançalogo, já temos o poder de medir nosso consumo. Olha no poste todos os dias como eu faço, oras bolas...

  • AVANÇA LOGO MT
    14 Mai 2019 às 15:33

    O CONSUMIDOR DEVERIA TER O DIREITO DE PODER MEDIR SUA ENERGIA TAMBÉM POIS É UM ABUSO ESSAS COBRANÇAS DE VALORES INEXPLICÁVEIS !!

Sitevip Internet