Olhar Jurídico

Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Notícias / Eleitoral

TRE-MT cancela mais de 178 mil títulos de eleitor em Cuiabá e Várzea Grande

Da Redação - Vinicius Mendes

07 Jan 2019 - 16:24

Foto: Ilustração

TRE-MT cancela mais de 178 mil títulos de eleitor em Cuiabá e Várzea Grande
O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso cancelou a inscrição eleitoral de 124.780 eleitores de Cuiabá e 54.755 de Várzea Grande, que não fizeram o cadastramento biométrico. Até que regularize a situação, o eleitor com o título cancelado não pode obter a certidão de quitação eleitoral, cuja apresentação se faz necessária para o exercício de diversos direitos civis.
 
Leia mais:
TRE-MT retoma cadastramento biométrico e eleitor que não comparecer terá título cancelado
 
A revisão do eleitorado com coleta de dados biométricos foi realizada em Cuiabá e Várzea Grande, no período de 13 de fevereiro de 2017 a 23 de novembro de 2018. Em Cuiabá, 68,62% dos eleitores compareceram à Justiça Eleitoral e cadastraram-se biometricamente, sendo que em Várzea Grande este percentual foi de 71,27%.
 
O eleitor de Cuiabá e Várzea Grande que teve o título cancelado deve procurar um dos postos de atendimento ao eleitor instalados em seu município. Para regularizar a situação é necessário apresentar um documento oficial com foto e comprovante de residência.
 
Na capital mato-grossense o atendimento ao eleitor acontece na Casa da Democracia – situada na avenida do CPA, das 07h30 às 13h30 e nas unidades do Ganha Tempo, situadas na região central – Prainha e CPA I, das 08h às 18h.
 
Já em Várzea Grande, o atendimento ao eleitor acontece na Central de Atendimento situada Avenida Castelo Branco, n. 47, Centro, das 7h30 às 13h30.
 
Revisão do Eleitorado
 
A revisão do eleitorado de Cuiabá e Várzea Grande foi homologada pelo Pleno do TRE no dia 18 de dezembro. Na ocasião, o corregedor regional eleitoral de Mato Grosso, desembargador Pedro Sakamoto explicou que todo o processo de revisão foi conduzido com respeito aos tramites legais e de forma a garantir a qualidade no atendimento ao cidadão eleitor.

“Foi dada a necessária publicidade da revisão aos eleitores, aos partidos políticos, ao Ministério Público Eleitoral, à imprensa e aos órgãos locais, constatando-se, dessa forma, que todas as formalidades legais previstas na legislação de regência foram rigorosamente obedecidas. Além disso, a Justiça Eleitoral, com a ajuda de Instituições públicas e privadas parceiras, instalou postos de atendimento em locais estratégicos de Cuiabá e Várzea Grande”.
 
 

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Joaquim Teixeira
    08 Jan 2019 às 10:11

    Isso está errado, duas horas para arrumar um título no ganha tempo da cidade, TRE não deu suporte para cobrar esse prazo.

  • Joao
    07 Jan 2019 às 19:14

    Esse TRE só presta pra comer bola, tudo quanto é prestações de contas com notas falsas eles digam.Amem.

  • Juracy Ady
    07 Jan 2019 às 18:30

    Todos deveriam rasgar títulos Só temos bagaças de políticos. Que democracia ridícula é essa que nos obriga a votar?

Sitevip Internet