Olhar Jurídico

Domingo, 09 de dezembro de 2018

Notícias / Eleitoral

Relatório do TRE pede reprovação nas contas de deputado mais votado

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

04 Dez 2018 - 09:38

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Relatório do TRE pede reprovação nas contas de deputado mais votado
A examinadora de contas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), Greice Cristiane Carvalho Nunes Gasparoto pediu em um parecer técnico a reprovação das contas do pequeno produtor rural, Nelson Barbudo, que foi eleito pelo PSL como o deputado federal mais votado em Mato Grosso, com 126,2 mil votos.

Leia também
Parecer do TRE aponta irregularidades e pede reprovação de contas de Selma


Em seu parecer apresentado na segunda-feira (3), a examinadora apontou irregularidades nos gastos financeiros durante a campanha do deputado eleito, como a aquisição de 3,3 milhões santinhos, 17,9 mil adesivos e 60 bandeiras para que 17 pessoas contratadas, além de seis que doaram o serviço de mão de obra, distribuíssem todo o material.

Barbudo chegou de ser notificado e alegou que sobraram 1 milhão de santinhos e que eles foram impressos por um equívoco. Ele também pontuou que os santinhos que sobraram estão em sua posse.

A explicação, entretanto não convenceu a examinadora que argumentou desproporcionalidade de pessoas contratadas, voluntárias e a quantidade de materiais usados pelo candidato.

“Foram detectadas divergências entre as informações das despesas com publicidade de materiais impressos e adesivos e das despesas relativas às atividades de militância e mobilização de rua, que indicavam flagrante desproporcionalidade do quantitativo de colaboradores, contratados ou voluntários, para a vazão adequada dos materiais de campanha adquiridos.Logo,  a  par  do  consignado  no  item  25.3  deste  parecer, reproduz-se  a  evidência anotada no  item  18.3-B  deste  parecer quanto  à omissão  de  receitas  estimáveis em  dinheiro  na  prestação de contas”, diz trecho do relatório.

A examinadora ainda apontou irregularidades como omissão de receitas estimáveis em dinheiro e sobra de recursos. Ela também solicita que o deputado eleito devolva a quantia de R$ 1,5 mil de sobras de campanha ao PSL.

“A par de todo o exposto, opina esta Examinadora de Contas, com fundamento no art. 77, III, da Resolução TSE  nº  23.553/2017, pela DESAPROVAÇÃO da  Prestação de Contas relativa à Arrecadação e Aplicação de Recursos na Campanha do Senhor NELSON NED PREVIDENTE, candidato ao cargo de Deputado Federal pelo Partido Social Liberal (PSL/MT) nas Eleições Gerais de 2018,tendo em vista as impropriedades relatadas nos itens1.3, 6.3 (primeira parte) e 21.3e as irregularidades apontadas nos itens8.3, 10.3, 18.3,19.3, 25.3 e 26.3”, concluiu.
 

19 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • AVANÇA LOGO MT
    05 Dez 2018 às 18:45

    QUAL É A CREDIBILIDADE QUE O TRE E TSE TEM COM QUEM TRABALHA NESSE PAÍS ??? ESSES CORRUPTOS FICAM DÉCADAS NO PODE E O POVO SÓ SE LASCA !!??

  • Carlos Nunes
    05 Dez 2018 às 17:29

    Santinho não ganha eleição, ou ganha? Geralmente o eleitor pega o santinho e joga na lata do lixo. Eu mesmo recebi vários, de diversos candidatos...e foram todos pra lata do lixo. O Nelson Barbudo foi um fenômeno nessa eleição, foi o mais votado...deve ter ganho a eleição porque era do partido do Bolsonaro, e deve ter convencido os eleitores que votaram nele, que ele ia fazer alguma coisa boa por Mato Grosso...e deve ter convencido nas redes sociais mesmo. Na certa já contratou advogado pra fazer sua defesa...já tá eleito, é deputado federal por Mato Grosso.

  • Yuri Raphael
    05 Dez 2018 às 15:16

    Se errou tem que ser punido, mas cá entre nós, é muito pouco perto do barulho que está sendo feito. O fato é que o posicionamento político do candidato incomoda muito mais do que as peripécias petistas (leia-se esquerda) do passado.

  • Quando satã entrou no jardim
    05 Dez 2018 às 14:06

    O turma do Jair Bolsonaro, vendedores de sonhos. E o povo do lado de cá que votaram neles, os eleitores, simples sonhadores. Qual o crime? Nenhum. Foi assim com Eva no jardim, foi assim com você, foi assim com eles, tipo conjugação dos verbos em todas as pessoas...kkk

  • Walter
    05 Dez 2018 às 09:32

    Do que adianta fazer eleições e obrigar o povo votar se quem escolhemos os poderosos não querem? Se for pra ser assim nem precisa fazer eleições ora bolas.

  • Lorota
    05 Dez 2018 às 09:24

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • LEI
    05 Dez 2018 às 07:09

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • nonato
    04 Dez 2018 às 22:36

    como se xplica o homem ter sido o mais votado com mais de 126 votos e uma unica pessoa quer tirar o mandato de quem legitimamente conseguiu,,,um verdadeiro absurdo ...viva o nelson barbudo

  • JUSTO VERISSÍMO
    04 Dez 2018 às 13:05

    Esse foi o que disse que ganhou a eleição sem dinheiro somente nas redes sociais, e obteve 126 mil votos, e ainda tem quem acreditou.

  • Areal
    04 Dez 2018 às 12:45

    É muita coincidência , ele e Selma ....

Sitevip Internet